Jornal diariOnline Região Sul

Manifestantes em Loulé para questionarem o Governo através de Vítor Aleixo

Na cidade de Loulé, no próximo dia 9 de fevereiro, pelas 17:00 horas, vai ter lugar à porta da Câmara Municipal, o Movimento Algarve Livre de Petróleo (MALP), vai realizar-se um protesto contra a prospeção e exploração de petróleo no mar do Algarve, mas que tem também como objetivo saber o que o presidente da Câmara louletana e presidente da comissão permanente do Conselho Regional da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve, Vítor Aleixo, “pensa sobre a recente autorização do Governo Socialista de António Costa para prospeção e exploração de petróleo no mar do Algarve, ao largo de Aljezur”. Os manifestantes vão também querer saber o que pensa o autarca louletano fazer junto do governo de António Costa “no sentido de terminar com esta opressão sobre a vida dos algarvios”.

O que vale uma consulta pública no nosso país ?

Além das questões atrás mencionadas, este movimento de cidadãos quer também saber junto do autarca socialista o que vale uma consulta pública em Portugal, quando “mais de quarenta mil pessoas dizem não à exploração de petróleo em Aljezur (contra quatro votos a favor), naquela que é das maiores manifestações de participação cidadã num acto deste tipo no Portugal democrático do pós-25 de Abril e se é esta a concepção de democracia do governo da Geringonça” – lê-se no comunicado que chegou ao diariOnline da Região Sul.

A organização desta manifestação informam também que “nesse mesmo dia será derramado um garrafão com um líquido preto à porta da sede do Partido Socialista em Loulé como resposta ao desprezo e à total falta de respeito com que o Governo de António Costa tratou os cidadãos do Algarve com esta decisão” (sic).

Comentários

comentários