Vila do Bispo é a décima terceira autarquia mais transparente do país

Alcoutim (24.º a nível nacional) e Portimão (38.º) fecham o «pódio» algarvio na lista da TIAC.

De acordo com os dados apresentados pela organização não-governamental TIAC - Transparência e Integridade, Associação Cívica, o Município de Vila do Bispo encontra-se no 13.º lugar do ranking dos 308 municípios mais transparentes do país, cuja pontuação obtida, referente ao ano 2016, coloca Vila do Bispo como a autarquia mais transparente a sul do Tejo e a décima terceira mais transparente do país.

Pub

Os resultados foram conhecidos ontem, dia 8 de fevereiro, numa cerimónia que decorreu na Universidade de Aveiro, os quais podem ser consultados através do seguinte link: http://poderlocal.transparencia.pt/

Perante este resultado, a Câmara Municipal congratula-se com a posição conquistada, uma vez que reflete os objetivos do atual Executivo liderado pelo presidente Adelino Soares, e que assenta fundamentalmente no esforço de implementar uma gestão municipal rigorosa e transparente, o que possibilita ao munícipe um maior conhecimento da atividade camarária.

Recorde-se que, em 2015, Vila do Bispo conquistou o décimo lugar a nível nacional obtendo uma pontuação de 81,32 % no ITM e que em 2016 obtive o 13º lugar, com uma pontuação de 92,86 % no ITM, contudo, apesar de obter uma posição inferior no ranking a nível nacional, disponibilizou mais informação aos cidadãos que no ano transato (+11,54 %).

Nos indicadores Relação com a Sociedade, Transparência Económico-Financeira e Transparência na área do Urbanismo, a Câmara Municipal está satisfeita com os resultados obtidos, uma vez que obteve 100% da classificação atribuída a estes indicadores no Índice de Transparência Municipal.

Pub

No «ranking» específico das autarquias algarvias, Alcoutim (24.º a nível nacional) é o segundo melhor município, enquanto Portimão (38.º) fecha o pódio.

Refira-se que o ITM mede o grau de transparência das Câmaras Municipais através de uma análise da informação disponibilizada aos cidadãos nas páginas eletrónicas municipais, cujo método é composto por 76 indicadores agrupados em sete dimensões, a saber: 1) Informação sobre a Organização, Composição Social e Funcionamento do Município; 2) Planos e Relatórios; 3) Impostos, Taxas, Tarifas, Preços e Regulamentos; 4) Relação com a Sociedade; 5) Contratação Pública; 6) Transparência Económico-Financeira; 7) Transparência na área do Urbanismo.

Saliente-se por último que, a TIAC, é uma organização não-governamental, que tem como missão combater a corrupção, avaliando o grau de transparência de cada município, onde para o efeito procede a uma análise da informação disponibilizada aos cidadãos nos portais das Câmaras Municipais. A TIAC é a representante em Portugal da rede global anticorrupção Transparency International.

Pub
Mais em Sociedade
Bordeira
Aljezur: Austríaco morre e compatriota está desaparecido na praia da Bordeira

Um homem de nacionalidade austríaca morreu hoje, depois de ter sofrido uma paragem cardiorrespiratória, na praia da Bordeira, no concelho de

Rally de Portugal começou em Coimbra com 22 mil a assistir e Neuville a liderar

Fantástica estreia da Super Especial de Coimbra no Vodafone Rally de Portugal, com uma multidão a vibrar com o espetáculo proporcionado pelos

Vinhos
Vinhos do Alentejo apresentam programa de produção sustentável no Reino Unido

Dar a conhecer o selo de produção sustentável, inédito em Portugal, dos vinhos do Alentejo é o objetivo da iniciativa da Comissão Vitivinícol

Janelas
Casa do Povo convida olhanenses a enfeitarem portas e janelas

A Casa do Povo do Concelho de Olhão convidou os olhanenses a participarem no evento «Janelas e Portas Floridas», enfeitando as suas casas