Jornal diariOnline Região Sul

Carnaval de Loulé espera 100.000 visitantes

Bilhete custa 2 euros e metade do valor reverte para instituições de solidariedade social

Foi no Museu do Carnaval, sito na Zona industrial de Loulé, que esta tarde o executivo da Câmara Municipal de Loulé apresentou o Carnaval de Loulé, cujos corsos carnavalescos se realizarão na Avenida José da Costa Mealha, nos dias 25, 26 e 28 de fevereiro, sob o tema: “Os Descobrimentos – A grande geringonça”.

Nas palavras do presidente Vítor Aleixo, "A edição deste ano foi baptizada com um nome que nada tem a ver com o quadro político improvável do ano que passou, apenas foi escolhido por achamos que foi um nome muito feliz para um pretexto carnavalesco, daí o facto deste ano o tema ser A Grande Geringonça. São 15 carros alegóricos, tendo todos como temática de fundo os Descobrimentos, aos quais acresce a sátira da actualidade nacional e internacional."

Quanto a orçamento, o presidente da câmara adiantou que "o orçamento deste ano ainda não está fechado mas não ultrapassaremos a verba que foi dedicada ao Carnaval de Loulé nos últimos anos, que rondará os duzentos mil euros. Quanto aos visitantes, se o tempo for bom, esperamos 100.000 foliões", os quais se irão divertir visualizando e interagindo com os figurantes dos vários carros alegóricos.

Questionado sobre o preços dos bilhetes, o vice-presidente, Hugo Nunes, respondeu dizendo que "cada bilhete custa 2 euros e parte da receita reverte para o orçamento e a outra parte a favor das instituições de solidariedade social do concelho, como vem sendo hábito nas edições anteriores."

Refira-se que o chamado núcleo duro de produção dos carros alegóricos e demais adereços carnavalescos, é composto por cerca de 60 pessoas, sendo de realçar que o Carnaval de Loulé é o único em que os carros alegóricos são decorados com flores de papel, como sempre aconteceu, as quais são produzidas na casa de muitas famílias, anónimas, e depois coladas nos carros, cujo resultado é inequivocamente brilhante.

Ainda no decorrer da apresentação, sobre a máquina que vai funcionar durante os três dias de corso, Vítor Aleixo disse: "Apesar da Grande Geringonça a máquina está bem oleada e a funcionar."

Comentários

comentários