Festival do Contrabando confirma potencial com milhares de visitantes

A 1.ª edição do Festival do Contrabando, realizado em Alcoutim entre os dias 24 e 26 de março, juntou milhares de visitantes, uniu Portugal e Espanha e “confirmou o seu potencial”, frisou hoje a organização do evento.

“As ruas encheram e a animação foi muita com a oportunidade única de realizar a travessia pedonal do Rio Guadiana, que marcou todos os que nos visitaram”, referiu a Câmara Municipal de Alcoutim.

Pub

O Festival do Contrabando permitiu a realização de um sonho antigo da população local, a ligação através de uma ponte flutuante entre Alcoutim e Sanlúcar de Guadiana, que registou cerca de 10 mil travessias, contabilizadas com a bilheteira da travessia, as passagens gratuitas dos munícipes e dos figurantes e participantes na prova de Trail.

Ficou assim demonstrado “o impacto do evento e o potencial que oferece ao nosso território”, acrescenta a autarquia, apesar das contrariedades climatológicas que condicionaram o acesso à ponte na tarde de domingo.

As vilas de Alcoutim e Sanlúcar de Guadiana “vestiram-se” a rigor e proporcionaram aos muitos visitantes um variado cartaz de eventos culturais, onde se pôde assistir a espetáculos de música, teatro, artes e ofícios tradicionais, arte circense, animação musical, onde personagens como os contrabandistas e guardas-fiscais passearam pelas ruas.

A agenda inclui ainda workshops de ofícios tradicionais, um debate sobre o tema nas Jornadas do Contrabando e uma prova desportiva, o Trail del Guadiana – Historias de Contrabando.

Pub

Os sabores da serra e do Rio foram mais uma das propostas deste festival, de forma a apreciar a diversidade que a gastronomia local oferece nesta época do ano e encontrar os doces tradicionais, sabores autênticos e inconfundíveis.

As fotografias tiradas nos dias do evento, que integra a programação cultural do «365 Algarve», podem ainda concorrer ao Concurso de Fotografia.

O festival integra-se numa estratégia de desenvolvimento turístico do concelho, assente na promoção do património natural, histórico, gastronómico e cultural, segundo o presidente da Câmara Municipal de Alcoutim, Osvaldo Gonçalves.

“Pretendemos criar um evento de referência e com expressão regional que assenta no critério de diferenciação e que se pretende como evento Âncora no programa cultural de Alcoutim e desta forma impulsionar o turismo e o desenvolvimento económico do concelho”, realçou o autarca, em comunicado.

A cerimónia de abertura do festival contou com a presença do ministro das Finanças, Mário Centeno, do presidente da Região de Turismo do Algarve, Desidério Silva, da subdelegada Governo espanhol, Asuncion Gravalos, e da comissária do programa «365 Algarve», Dália Paulo, entre outras personalidades, que nos seus discursos reforçaram a singularidade e potencial do evento.

Pub
Pub
Mais em Sociedade
IPDJ
IPDJ comemora 31.º aniversário do Centro de Juventude no Algarve

A Direção Regional do Algarve do Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ) vai…

Ferrovia
Tertúlia Farense debate papel da ferrovia no Algarve

«O Papel da Ferrovia nas Acessibilidades e Mobilidade no Algarve» é o tema deste mês da Tertúlia Farense, cuja sessão está marcada para

Ministro
Ministro da Administração Interna visita São Brás e Alcoutim

O ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, visita, na próxima segunda-feira, 23, os projetos que estão a ser desenvolvidos no

Aljezur apoia e reforça dispositivo de combate a incêndios rurais

No âmbito do protocolo relativo ao Dispositivo Especial de Combate aos Incêndios Rurais de 2022,…