Jornal diariOnline Região Sul

Rocha da Pena e Benémola com atividades até outubro

As zonas de paisagens protegidas locais da Rocha da Pena, em Salir, e da Fonte da Benémola, em Querença, vão ser alvo de um conjunto de iniciativas entre abril e outubro, deste ano, anunciou a Câmara Municipal de Loulé.

Oficinas para observação e identificação de orquídeas silvestres, de aves e de animais noctívagos, percursos interpretativos sobre o património natural, desde a flora, a fauna, a geologia e a água, e sobre o património histórico e cultural fazem parte do programa que vai ser desenvolvido durante sete meses.

Atividades que têm como objetivo valorizar e divulgar os valores naturais e culturais daquelas áreas protegidas do concelho de Loulé.

Em comunicado, a autarquia, entidade gestora das áreas protegidas locais da Rocha da Pena e da Fonte da Benémola, explica que o programa resulta de uma parceria com a empresa GeoWalks & Talks - Geoturismo no Algarve, aderente à marca Natural.PT, e a Associação de Defesa do Património Cultural e Ambiental do Algarve (Almargem).

As atividades são gratuitas e dirigidas ao público em geral. Estão marcadas atividades para os dias 08, 09, 22 e 23 de abril, 21 e 28 de maio, 03 de junho, 10, 17 e 24 de setembro e 01 de outubro.

A organização explica que a participação requer inscrição que está disponível através da seguinte hiperligação: https://goo.gl/cwqdNK.

 

Comentários

comentários