Jornal diariOnline Região Sul

Alcoutim: Mês da Prevenção dos Maus-tratos na Infância inclui várias atividades

A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Alcoutim vai organizar diversas atividades, durante o mês de abril, para assinalar o Mês Internacional da Prevenção dos Maus-tratos na Infância.

«Abril - Mês da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância» é a designação da iniciativa da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens a que Alcoutim se associa.

Com esta iniciativa, pretende-se “consciencializar a comunidade para a importância da prevenção dos maus-tratos na infância, promover o fortalecimento das famílias, no sentido de uma parentalidade positiva, responsável e afetuosa, bem como dar a conhecer às crianças e jovens os seus direitos”.

As atividades decorrem ao longo do mês de abril, sobretudo em contexto escolar, junto dos alunos do Agrupamento de Escolas de Alcoutim e incluem diversas ações de sensibilização, debates, leitura e exploração de histórias reais e fictícias de maus tratos.

Das actividades agendadas, o destaque vai para as sessões de apresentação do livro «A Viagem de Peludim», dinamizadas pela autora do projeto, Vânia Beliz, a decorrer no dia 21 de abril, às 9:30 horas, na Escola Básica Integrada de Alcoutim, e às 13:30 e 15:00 na Escola Básica Prof. Joaquim Moreira.

Para além de um livro, «A Viagem de Peludim» é um projeto dirigido às crianças que frequentam a educação pré-escolar e o 1.º ciclo do ensino básico e pretende, de forma lúdica, esclarecer os mais novos sobre o seu corpo, as suas transformações, a conceção e o nascimento, abordando também as temáticas da igualdade de género, do respeito pela diferença e da prevenção da violência sexual.

Realce também para a apresentação da peça de teatro «O Silêncio de Sara», pela ACTA – A Companhia de Teatro do Algarve, no próximo dia 26 de abril, no Espaço Guadiana, em Alcoutim.

Trata-se de uma peça dirigida aos alunos do 3.º ciclo do ensino básico (maiores de 12 anos), aberta à participação de toda a comunidade, em que uma atriz Tânia da Silva interpreta o papel de uma jovem adolescente que sofreu abusos e violações até encontrar força para dizer «Não».

Esta peça baseia-se num testemunho verídico e permitirá a reflexão sobre a violência e abusos sexuais e formas de prevenção dos maus tratos.

Comentários

comentários