Nova ETAR Faro / Olhão visitada pela Secretário de Estado do Ambiente

Infraestrutura deverá entrar em funcionamento em junho do próximo ano

Hoje, as obras da nova Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) Faro/Olhão, que deverá entrar em funcionamento dia 24 de Junho de 2018, foram visitadas por diversas individualidades, com destaque para o presidente do Conselho de Administração da Águas do Algarve, Joaquim Peres, e para Carlos Manuel Martins, Secretário de Estado do Ambiente.

Na ocasião e em jeito de balanço, Joaquim Peres revelou que "estamos a investir quase 14 milhões de euros nesta obra" acrescentado que "tudo poderá estar pronto dentro dos prazos previstos. Hoje, poucos meses depois do lançamento da primeira pedra, já se podem ver as fundações das várias infraestruturas que aqui nascerão e estão praticamente concluídos os aterros projetados."

Realça-se o facto de que a obra esteve para ser temporariamente suspensa a 15 de Março, para não interferir com a época de nidificação das muitas espécies de aves que vêm nesta altura do ano até à Ria Formosa, mas, uma reprogramação permitiu que isso não acontecesse, sem qualquer impacto para as aves.

Pub

É de salientar que a reprogramação, devidamente autorizada pela Agência Portuguesa do Ambiente, também levou a que, cerca de seis meses depois do início da obra, já tivessem sido facturados perto de 2,7 milhões de euros, em contraponto com os 776 mil euros inicialmente previstos.

Refira-se ainda que, além das intervenções já realizadas, o consórcio responsável já facturou equipamentos que adquiriu por antecipação, contribuindo para que sem sobressaltos chegue ao ponto de ter os trabalhos de construção civil concluídos, mas não possa avançar por falta de equipamento.

A construção da nova Estação de Tratamento de Águas Residuais, que utilizará tecnologia inovadora para tratamento biológico, baseada em grânulos aeróbicos, permitirá não só evitar os maus cheiros, como uma diminuição do volume de construção, uma redução das emissões de carbono e uma poupança de energia que pode chegar aos 40 por cento. Permitirá fazer o tratamento terciário das águas residuais, significando que no fim da linha, sairá água desinfetada, a qual pode ser utilizada para diversos fins, como por exemplo no uso interno para limpezas das instalações.

Também as duas autarquias vão poder aproveitar a água para rega de jardins ou limpeza de ruas, entre outros fins, sendo que a água que não for aproveitada, será descarregada na Ria Formos através de um emissário de cerca de 1,5 quilómetros que liga a ETAR ao Esteiro da Garganta.

Pub

O presidente do Conselho de Administração da Águas do Algarve garantiu ainda que "só será lançada para o sistema lagunar algarvio água que já passou por todas as fases de tratamento, livre de elementos prejudiciais ao meio ambiente, nomeadamente de coliformes fecais" acrescentando ainda que no que concerne às lagoas de retenção que hoje existem e são um foco de mau cheiro e que também podem representar um risco ambiental, "serão secas e desativadas. Depois de completa a secagem, a zona será renaturalizada. Mais à frente, falaremos com as câmaras para ver de que forma poderemos dar vida a estes espaços", concluiu Joaquim Peres.

Por seu turno, Carlos Manuel Martins mostrou-se satisfeito e disse "também fico grato por saber que é um projeto inovador e que também contempla uma ligação com a Universidade do Algarve, para que possam ser desenvolvidos projetos académicos", concluiu o Secretário de Estado do Ambiente.

Pub
Mais em Ambiente
Culatra
Protótipo de dessalinização não intrusiva para a Ilha da Culatra vence concurso

O projeto «Culatra2030 – Non intrusive water desalination», coordenado por investigadores do Centro de Investigação Marinha e Ambiental

Aspirante Geoparque apresenta “Plantas Invasoras” nas escolas de Albufeira

O aspirante Geoparque Algarvensis, constituído pelos municípios de Loulé, Silves e Albufeira, assina a ação…

Loulé: Conselho de Ação Climática com novas sinergias

Passados dois anos, o Conselho Local de Acompanhamento da Ação Climática do Município de Loulé,…

Loulé adere à “Semana das Espécies Invasoras”

De 22 de maio a 3 de junho, o Município de Loulé envolve-se na realização…