Grupo Folclórico de Faro ganha nova sede no 87.º aniversário

O Grupo Folclórico de Faro (GFF), decano dos grupos de folclore do Algarve, que comemora este ano o seu 87.º aniversário, vai assinalar esta data com a inauguração da sua nova sede social, situada no primeiro piso do histórico Solar do Capitão-Mor, junto ao Teatro das Figuras.

As comemorações arrancam no sábado, 10, às 21:30 horas, com um espetáculo no palco situado no Passeio da Doca, preenchido com a apresentação das quatro atuais secções do grupo: Escola de Acordeão, Cancioneiro, Grupo Infantil e Grupo Adulto.

Pub

A Escola de Acordeão do Grupo Folclórico de Faro, sob a orientação de Hermenegildo Guerreiro, apresentará alguns dos seus alunos e intérpretes convidados, num momento dedicado ao instrumento-rei do Algarve.

O Cancioneiro pretende mostrar a diversidade da música tradicional e dos cantares populares do Algarve, enquanto os mais pequenos (Grupo Folclórico Infantil de Faro) recriarão as brincadeiras e danças dos tempos dos seus avós.

Finalmente, o grupo de dança adulto irá representar a tradição algarvia através dos corridinhos, bailes de roda e baile mandado, tão característicos do nosso Algarve.

No dia seguinte, domingo, 11, às 17:00, será então o ponto alto das comemorações com a inauguração da sede social, após um trabalho de vários meses na recuperação do piso superior do Solar do Capitão-Mor, edifício setecentista situado à entrada da capital algarvia que apresentava muitos sinais de degradação, devido ao abandono na última década.

Pub

Os trabalhos incidiram na reparação dos telhados, paredes interiores, soalhos e pintura, após os quais se iniciou a montagem da exposição do espólio e história do grupo.

Com a atribuição deste espaço, pelo município de Faro, que corresponde a uma “aspiração antiga”, o Grupo Folclórico de Faro “poderá finalmente ter uma sede social condigna que lhe permitirá desenvolver as suas atividades, ainda com mais empenho e afinco”, realça o GFF.

As comemorações do aniversário terminarão com um jantar-convívio, no dia 17 de junho.

O decano dos grupos de folclore da região algarvia foi formado em Faro por Serafim Carmona, no início dos anos 30. Teve como principal impulsionador Henrique Bernardo Ramos - grande figura do folclore algarvio que liderou o grupo durante quase 40 anos.

Entretanto, foram muitos os êxitos, como as «Noites Algarvias», que lotaram o Coliseu dos Recreios, em Lisboa, nos anos 40 e 50, mas também não faltaram revezes e até paragens, devido aos anos mais duros da emigração.

Pub

Nos anos 80 e 90, sob a direção de Fernando Fantasia, conhece os palcos de muitos dos mais importantes festivais de folclore, um pouco por todo o mundo e, atualmente, é uma referência obrigatória no panorama do folclore algarvio, promovendo o festival FolkFaro todos os anos.

A 15.ª edição do maior festival internacional de folclore do sul de Portugal já está agendada, realizando-se entre 19 e 27 de agosto. No mês seguinte, setembro, o grupo representará Portugal em Barcelona, nas Jornadas Internacionais de Folclore da Catalunha.

Pub
Mais em Artes & Espetáculos
“A Magia das 1001 Noites” em Lagoa

O Espetáculo de Dança Oriental, “A Magia das 1001 Noites”, regressa para a IX Edição…

Tavira recebe programação da Central Artes

No âmbito da Central Arte – Programação Cultural em Rede, decorre, no dia 29 de…

Lagoa recebe Festas do Divino Espírito Santo

Lagoa do Algarve irá receber uma comitiva de Lagoa dos Açores, no âmbito do protoloco de geminação existente entre as duas cidades…

Banda “Os Naira” no Auditório Municipal de Albufeira

Os Naira voltam a surpreender os albufeirenses, desta vez com uma atuação aberta ao público,…