Jornal diariOnline Região Sul

Incêndio faz luto em Pedrógão Grande (Actualizada às 02h45)

Foto: RTP

Número de mortos aumentou para 24 e pode aumentar

Numa actualização já depois das 02h15, o Primeiro Ministro, António Costa, confirmou aos canais de televisão nacionais na sede da Proteção Civil, que lamentavelmente o numero de mortos confirmados aumentou para 24, podendo ainda ser maior, tendo em conta que não há confirmação de quantas pessoas seguiam dentro de cada viatura apanhada e consumida pelas chamas, bem como no local poderá haver pessoas que tenham sido apanhadas pelas chamas quando tentavam fugir ao fogo, ou ainda dentro das casas que foram consumidas pela chamas.

O Presidente da República chegou a Pedrogão Grande, cerca da 01h00 e apresentou publicamente sentimentos aos familiares das vítimas, bem como deixou palavras de reconhecimento, conforto e apoio, a todos os envolvidos no combate às chamas. O Governo deverá, entretanto, decretar três dias de luto nacional pela tragédia.

Refira-se que o incêndio em Pedrógão Grande e Castanheira de Pêra continua por controlar, tem quatro frentes activas e estão envolvidos 570 operacionais e 186 viaturas, estando a caminho mais meios operacionais, tal como a partir das 08h00 estarão no ar dois Aviões Canadair.

Confirmados 19 mortos e 21 feridos

O incêndio de grandes proporções que deflagrou esta tarde em Pedrógão Grande, ficou fora de controlo ao final da tarde principio de noite e segundo o Secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, disse à Agência Lusa, trata-se de uma situação muito grave.

De acordo com a informação avançada pela Lusa e RTP3 com o chegar da noite, a situação complicou-se, confirmando-se a morte de 19 pessoas, todas civis, sendo três por inalação de fumos e os restantes a serem apanhados pelas chamas nos carros, na estrada entre Castanheira de Pêra e Figueirós dos Vinhos, tendo ficado carbonizados.

Segundo fonte da GNR à Lusa, o Itinerário Complementar 8 (IC8), entre o nó da zona industrial de Pedrógão Grande e o nó do Outão, está cortado ao trânsito desde as 19:00.

Uma outra fonte dos Bombeiros Voluntários locais e da Guarda Nacional Republicana, várias habitações estão em risco na vila de Pedrógão Grande, concelho de Pedrógão Grande, distrito de Leiria.

Por outro lado, uma fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Leiria, disse à Lusa que o incêndio naquele concelho do distrito de Leiria lavra numa zona florestal e ainda “não há qualquer indicação de casas em perigo”.

Segundo noticia avançada recentemente pela RTP3, neste momento o Presidente da República e o primeiro Ministro estão a  caminho do local.

Refira-se por último que, para além da vítimas mortais há a registar também 21 feridos, sendo que às 23h30, o incêndio que teve início em Escala Fundeiros tinha a combater as chamas 331 bombeiros, 101 viaturas, um meio áereo e 13 ambulâncias. Mais tarde, pelas 00h30, o incêndio continua com quatro frentes activas, muito fortes.

Comentários

comentários