Jornal diariOnline Região Sul

Lagoa recorda Rota da Seda durante quatro dias

O Convento de São José, em Lagoa, e as ruas circundantes voltam a ser, entre 6 e 9 de julho, o epicentro do «Mercado de Culturas… à Luz das Velas», cuja 4.ª edição terá como temática a mítica Rota da Seda, que ligava o ocidente e o oriente.

Ao longo de quatro dias, mais de 50 artesãos de várias culturas e religiões vão conviver em harmonia e mostrar aos milhares de visitantes as suas tradições, sabores e artes, num evento cultural “de características únicas em Portugal”.

“Embora ultrapassada pelo rumo da História, a Rota da Seda é recordada como um dos grandes percursos comerciais de sempre e o palco de importantes contactos entre civilizações”, salientou a autarquia lagoense.

O «Mercado de Culturas… à Luz das Velas» vai mostrar, aos milhares de visitantes, “a riqueza e diversidade das inúmeras culturas e religiões deste vasto território”, acrescenta-se.

Diariamente, entre as 19:00 e as 1:00 horas, no Convento de São José, vão estar patentes ao público três exposições de fotografia – «Novo aspeto da Rota da Seda – China», da embaixada da China, «Síria, Egito e Jordânia», de Pedro Barros, e «Retratos do Oriente», de Robson.

Os visitantes poderão também contemplar uma exposição de instrumentos tradicionais da China.

A música e a dança também têm um papel crucial na programação de todo o evento, com a participação de vários grupos de diferentes géneros e procedências: Lu Yanan e Nanyin (China), Yaran Ensemble (Pérsia – atual Irão), Raul Sengupta (Índia), Emilio Villalba (Espanha) e Al-Bashirah (Síria, Turquia e Egito)

Um dos pontos altos deste evento será a presença de um dragão e de um leão chinês, que vão deambular pelas ruas do Mercado de Culturas.

Diariamente, haverá oficinas de dança tradicional da Pérsia e Arménia e também uma oficina para crianças com meditação e conto de estórias, assim como um espaço de terapias zen, um jardim zen e uma exposição de árvores bonsai.

A nível gastronómico, os claustros do Convento de São José prometem transformar-se num restaurante de fusão de sabores da Rota da Seda.

Este ano, o município de Lagoa decidiu alargar a área de animação, destacando-se a criação de uma zona «chillout», com o DJ Charlie Spot, que apresentará as «Silk Road Night Sessions».

Destaque para o acendimento diário de milhares de velas, com as quais serão desenhados os símbolos das diferentes culturas e religiões da velha Rota da Seda, constituindo “um espetáculo de enorme beleza visual”.

Nesta 4.ª edição, a organização espera mais de 40.000 pessoas ao longo das quatro noites.

Comentários

comentários