Jornal diariOnline Região Sul

Investigação nas grutas de Vila do Bispo

Ao longo das últimas semanas as paisagens calcárias com potencial cavernícola do concelho de Vila do Bispo foram alvo de uma alargada campanha de prospeção espeleo-arqueológica promovida no âmbito de três diferentes projetos que, naqueles dias, dividiram esforços no sentido de melhor alcançar objetivos comuns.

A iniciativa, que cruza arqueologia, espeleologia, geologia, geografia, terrestres e subaquáticas, foi acolhida e apoiada pelo município de Vila do Bispo.

A autarquia disponibilizou o Núcleo de Investigação Arqueológica de Vila do Bispo, um novo espaço de acolhimento à investigação, sediado em Budens, que reabilitou as antigas instalações do antigo Jardim de infância daquela localidade.

Os resultados dos trabalhos de campo desta primeira campanha partilhada foram bastante positivos e confirmaram as potencialidades espeleológicas e arqueológicas das grutas da costa sul do concelho de Vila do Bispo.

O projeto municipal Carta Arqueológica do Concelho de Vila do Bispo, sob a responsabilidade técnica e científica do arqueólogo Ricardo Soares, recebeu mais dois projetos que pretendem identificar e explorar grutas com vestígios de presença humana, desde o Paleolítico até épocas bem mais recentes.

O Projeto Carta Arqueológica de Vila do Bispo, particularmente na sua vertente espeleológica, conta com a colaboração de Rui Francisco (Loia), espeleólogo da Federação Portuguesa de Espeleologia  e de Vítor Oliveira, geógrafo natural e residente em Lagos.

Comentários

comentários