Jornal diariOnline Região Sul

Olhão: Junta de freguesia e estabelecimento prisional assinam protocolo

Celso Manata e Luciano Jesus

O primeiro ato protocolar realizado na nova sede da junta de freguesia de Olhão, inaugurada na passada segunda-feira, 10, dia de aniversário, ocorreu entre a freguesia e o Estabelecimento Prisional de Olhão (EPO).

O presidente da junta de freguesia, Luciano Jesus, e alguns membros do seu executivo receberam a visita do diretor-geral de Reinserção e Serviços Prisionais, Celso Manata, acompanhado por Júlio César de Melo, o novo diretor do Estabelecimento Prisional de Olhão.

Após uma breve apresentação da “nova casa”, com uma visita guiada pela sala multiusos, onde se destaca um mural com fotos antigas de Olhão e uma exposição de pintura dos alunos do CAPO – Centro de Pintores Olhanenses, teve início o ato oficial.

Aproveitando estímulos do Instituto de Emprego e Formação Profissional, o protocolo celebrado entre a junta de freguesia e o estabelecimento prisional visa reintegrar dois reclusos, através da sua inclusão em postos de trabalho da freguesia, proporcionando-lhes o regresso ao mundo laboral como forma de reconhecimento social da sua reabilitação.

Este acordo foi reconhecido ao mais alto nível por Celso Manata, que fez questão de estar presente, salientando que “os presos têm de sentir-se úteis à sociedade”, acreditando ser “este o caminho certo, no sentido de dar uma segunda oportunidade a quem cometeu delitos, mas com muita segurança”, sublinhando que “isso é impossível sem o apoio das autarquias”.

Com o objetivo de “promover as liberdades condicionais”, o responsável acredita que “estes protocolos são visionários”, defendendo que “a reinserção social é um trabalho que tem de ser feito em comunidade”.

Luciano Jesus salientou que a freguesia de Olhão foi a primeira entidade pública do concelho a estabelecer sinergias com o EPO, recordando a “excelente” obra realizada nos viveiros dos espaços verdes, que “foram recuperados de forma exemplar pelos reclusos, a baixo custo, defendendo o erário público e promovendo a reinserção dos indivíduos privados da sua liberdade”.

A participação dos reclusos do EP de Olhão e de Faro na «Missão Limpar Paraísos de Olhão», que recolheu, no verão passado, 1,8 toneladas de lixo de uma das ilhas da Ria Formosa, também foi recordada com gratidão pelo autarca.

A culminar o dia do 322.º aniversário da freguesia de Olhão, realizou-se, na noite de segunda-feira, a inauguração oficial da nova sede.

Comentários

comentários