Aeroporto de Faro ampliado para suportar crescimento previsto para os próximos anos

O primeiro-ministro, António Costa, inaugurou hoje, segunda-feira, o novo terminal do Aeroporto de Faro, um investimento de 32,8 milhões de euros que permite à infraestrutura poder suportar um crescimento de 50% do atual número de passageiros nos próximos anos.

“Esta é uma obra fundamental para corresponder ao crescimento exponencial do número de passageiros, o que está a acontecer também na época baixa. Se entre janeiro e maio deste ano, houve um aumento de 18,5% do número de passageiros face ao ano passado, imaginemos o que vai acontecer na época alta”, frisou António Costa.

Com mais áreas públicas, mais áreas operacionais e uma renovada área de retalho, o aeroporto ganhou capacidade para aumentar o processamento de aviões e passageiros, face à procura que tem aumentado exponencialmente nos últimos anos e não deverá parar.

Pub

A gare foi ampliada em 12 mil metros quadrados - de 81.200 m2 para 93.120 m2 -, expandindo o átrio público de partidas e chegadas, as zonas comerciais - todas ocupadas, mas cujas obras ainda não estão concluídas - e a área do controlo de segurança, no piso 2.

Com esta remodelação, o aeroporto permite um aumento de capacidade do número de aeronaves por hora (de 24 movimentos/hora para 30 movimentos/hora) e do fluxo de passageiros por hora (de 2400 pessoas/hora para 3000 pessoas/hora).

“Com este investimento, o aeroporto ficará capaz de suportar um crescimento até 50% da atual capacidade nos próximos anos. Estamos a falar de mais 1 milhão a 1,5 milhões de passageiros anuais”, declarou o ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques.

Em 2016, o Aeroporto de Faro foi o aeroporto nacional que registou o maior crescimento: 18,5%, com mais de 7 milhões de passageiros.

Segundo a ANA - Aeroportos de Portugal, a modernização do terminal “visa adequar a infraestrutura a um novo paradigma de transporte aéreo que se verifica em Portugal e em toda a Europa”, com o aumento dos passageiros de companhias «low cost» e uma diminuição de outros tipos de voos.

Pub

“Esta realidade resulta num novo perfil de passageiros, com novas necessidades e que tende a permanecer mais tempo no terminal”, acrescentou a empresa.

O presidente da ANA, Carlos Lacerda, garantiu que vai lutar para que o Aeroporto de Faro possa ter “mais companhias aéreas e mais rotas”, de forma “a tirar partido daquilo que a infraestrutura passa a permitir”.

“Queremos assumir o compromisso de ajudar a diminuir a sazonalidade da região, melhorando a economia regional”, destacou, lembrando que nos últimos anos, o investimento no Aeroporto de Faro ascendeu a 95 milhões de euros.

As modernizações agora concluídas são o encerramento de um processo que passou também pelos ajustamentos nas pistas e caminhos de circulação e plataforma de estacionamento de aeronaves e pela remodelação dos parques de estacionamento e zona exterior.

A inauguração do terminal contou ainda com a presença do presidente da Vinci Airports - que gere a ANA desde 2013 -, Nicolas Notebaert, da secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, do diretor do Aeroporto de Faro, Alberto Mota Borges, bem como de vários autarcas e representantes de entidades regionais.

Pub
Mais em Sociedade
Núcleo duro: Os 13 jogadores mais importantes da Selecção Portuguesa de Futebol

Sabe quais são os 13 jogadores da seleção portuguesa de futebol de que Fernando Santos não abdica e que estarão, com grande probabilidade, a

O “Vale Encantado” está de volta para comemorar Dia da Criança

O Dia Mundial da Criança em Albufeira vai celebrar-se mais uma vez em grande com…

Homem ferido com gravidade após ser esfaqueado em Albufeira

Um homem foi esta quinta-feira esfaqueado em Albufeira, tendo sido conduzido para o hospital de Portimão com ferimentos graves, disse fonte

Tavira aprovou Carta de Adesão ao “Algarve Active Ageing”

O Município de Tavira aprovou, em reunião de Câmara Municipal, a Carta de Adesão ao…