Santiago do Cacém: Praia de Porto das Carretas já tem vigilância

A Praia do Porto das Carretas, popularmente apelidada de “Vacaria”, em Santo André, está desde o dia 1 de agosto e até ao final da época balnear vigiada por dois nadadores-salvadores da Resgate, Associação de Nadadores Salvadores do Litoral Alentejano.

A Câmara Municipal de Santiago do Cacém, a Junta de Freguesia de Santo André e várias empresas locais e cidadãos, uniram-se numa recolha de fundos que possibilitou a permanência de dois nadadores-salvadores na praia, ao longo do próximo mês e meio.

Pub

A Câmara Municipal de Santiago do Cacém assegura um total de 3500 euros para o efeito, que corresponde a mais de metade do valor a pagar aos nadadores-salvadores.

A Câmara Municipal, mesmo não sendo da sua competência, nunca deixou de apostar na segurança das duas praias classificadas como “balneares” no concelho, tendo substituído por várias vezes, ao longo destes anos, a obrigação dos concessionários no pagamento aos nadadores-salvadores. Da mesma forma, no caso da praia do Porto das Carretas, a Câmara Municipal também não poderia ficar de fora de um esforço conjunto, que nasceu da população, em prol da segurança dos banhistas.

A praia do Porto das Carretas situa-se entre as duas praias com Bandeira Azul do Município de Santiago do Cacém (Fonte do Cortiço e Costa de Santo André), sendo uma praia recatada e ainda em estado natural.

Pub
Mais em Ambiente
Sistema de recolha de biorresíduos no concelho de Lagos

A Câmara Municipal de Lagos aprovou, na sua última reunião, o Estudo para o Desenvolvimento…

Escola Padre Cabanita instala sistema de tratamento de águas para rega

No âmbito de uma candidatura à primeira edição do concurso “Eficiência Hídrica na Escola”, foi…

“Caminhada no Algarvensis” celebra Semana Europeia de Geoparques

Albufeira, no âmbito da Semana Europeia de Geoparques, que decorre de 21 de maio a…

Culatra
Protótipo de dessalinização não intrusiva para a Ilha da Culatra vence concurso

O projeto «Culatra2030 – Non intrusive water desalination», coordenado por investigadores do Centro de Investigação Marinha e Ambiental