Equipas algarvias atacam «camisola amarela» na Volta a Portugal

O Louletano/Hospital de Loulé/Fibralgarve e o Sporting/Tavira estão entre os grandes favoritos ao triunfo final na Volta a Portugal, que arranca amanhã, sexta-feira, 4, mas o algarvio Amaro Antunes (W52/FC Porto) também pode ser a grande figura da prova.

Na equipa louletana, o espanhol Vicente Garcia de Mateos é a grande aposta para conquistar a «camisola amarela» no final da principal prova do calendário velocipédico nacional, na qual foi 8.º classificado em 2016.

Pub

O chefe de fila do Louletano, que este ano venceu a Clássica Aldeias do Xisto e o Grande Prémio Abimota, está resguardado para as etapas que podem fazer as maiores diferenças e definir os principais candidatos à conquista da Volta.

“Treinei-me como nunca. Sinto-me muito bem e tenho uma equipa fantástica. Este ano as ambições são outras, muito mais elevadas, mas tenho plena consciência de que só dizer que estamos na Volta para ganhar não chega. Vamos ver como evolui a competição. Queremos chegar à «amarela». Se não conseguirmos o objetivo maior, vamos lutar com toda a certeza pelo pódio”, afirmou Vicente Mateos.

A equipa só agora ficou definida depois da incerteza da participação do ciclista Luís Mendonça, após a fratura de um braço na sequência uma agressão em plena via pública. Após avaliação médica, o corredor terá de ser operado, tendo sido substituído por Pedro Paulinho.

“Fazer uma boa Volta para nós é ganhar uma ou duas etapas e ver o Vicente nos melhores lugares da classificação. Estamos muito otimistas, mas cientes das dificuldades que vamos encontrar nos próximos dias”, explicou o diretor-desportivo do Louletano/Hospital de Loulé/Fibralgarve, Jorge Piedade.

Pub

Vicente de Mateus, David de La Fuente, Nuno Almeida, Hélder Ferreira, Pedro Paulinho, Oscar Hernandez, Rui Rodrigues e André Evangelista formam o lote de ciclistas selecionados para a Volta a Portugal.

Em Tavira, a última semana ficou marcada pela ausência confirmada, por doença, de Joni Brandão, 2.º classificado na última edição da Volta a Portugal e reforço para esta temporada, que se preparava para ser o principal chefe de fila da equipa «leonina».

Mas a baixa de última hora não tirou confiança ao diretor-desportivo do Sporting/Tavira. “A vida tem destas coisas e, infelizmente para nós, bateu-nos esta situação à porta. Mas estou confiante de que vamos lutar pelos mesmos objetivos, porque a equipa tem outros ciclistas com valor para que possamos manter a mesma ambição”, disse ontem Vidal Fitas, em declarações à Rádio Renascença.

Com uma abordagem estratégica diferente da inicialmente prevista, a aposta agora passará por Alejandro Marque, que já venceu a Volta, pelo italiano Rinaldo Nocentini, no seu segundo ano em Tavira, e pelo jovem Frederico Figueiredo.

Nocentini e Frederico Figueiredo estiveram, aliás, em evidência há poucas semanas, concluindo o Grande Prémio Joaquim Agostinho no pódio, como 2.º e 3.º classificados, respetivamente.

Pub

O Sporting/Tavira apresenta-se na Volta a Portugal com os seguintes corredores: Valter Pereira, Frederico Figueiredo, Alejandro Marque, Rinaldo Nocentini, Jesus Ezquerra, Fábio Silvestre, Luís Fernandes e Mario Gonzalez.

Mas outra das grandes figuras da prova poderá ser o ciclista algarvio Amaro Antunes, de Vila Real de Santo António, que representa o W52/FC Porto e chega à Volta como o n.º 1 do «ranking» nacional, no qual é perseguido pelos «algarvios» Nocentini e Vicente Mateos.

A 79.ª Volta a Portugal arranca na sexta-feira, com um prólogo em Oeiras, seguindo-se dez etapas até à cidade de Viseu, onde terá lugar o contrarrelógio final, em 15 de agosto. Ao todo, os ciclistas vão pedalar 1626,7 km.

Pub
Mais em Desporto
Etson Barros
Etson Barros foi quinto classificado nos Iberoamericanos de atletismo

O atleta algarvio Etson Barros foi ontem quinto classificado na final direta da prova de 3.000 metros obstáculos dos Campeonatos

Ricardo Teodósio vence destacado no CPR 

Quarta ronda do Campeonato de Portugal de Rallyes (CPR), o Vodafone Rally de Portugal consagrou o campeão nacional em título, Ricardo

Elfyn Evans lidera Vodafone Rally de Portugal em dia de hecatombe dos Sébastien

Vencedor da prova em 2021, o britânico Elfyn Evans apresentou, esta sexta-feira, a candidatura a um segundo triunfo consecutivo no Vodafone Rally de

F1: polémica em torno do caso apelidado de ‘Red Bull verde’

O fim de semana começou com polémica envolvendo o novo design da lateral dos carros…