Festival da Sardinha abriu com cerca de 15.000 visitantes

O primeiro dia do Festival da Sardinha, que foi inaugurando esta quinta-feira, segundo a autarquia portimonense atraiu cerca de 15.000 pessoas à Zona Ribeirinha de Portimão, onde a famosa sardinha assada voltou a ser consagrada "rainha" da noite, acompanhada de boa música com um espetáculo único de Áurea, animação para toda a família e com uma apresentação do “Alar da rede” ao som do “Arribalé” retirado do baú.

O Festival decorre até 6 de Agosto sendo um dos principais cartões-de-visita do município e homenageia as raízes da sociedade local, ligada intimamente à pesca e à indústria conserveira. Prova disso foi à encenação do “Alar da rede” ao som do “Arribalé” com a participação do grupo Coral de Portimão e a Orquestra de Acordeões da Academia de Música de Lagos que unirem as vozes aos instrumentos – um momento muito especial que enriqueceu ainda mais este emblemático evento. No espaço da Antiga Lota realizou-se uma demonstração ao vivo  de preparação de algumas “artes” piscatórias locais, como o remendar das redes de uma traineira ou o “safar” e “iscar” os aparelhos de pesca artesanal de Alvor e exibidos alguns filmes sobre a pesca em Portimão.

Pub

Até domingo, 6 de agosto, a boa sardinha assada pode ser apreciada nos oito restaurantes oficiais: À Ravessa; Casa Bica, Dona Barca, Forte e Feio; O Meco, Ú Venâncio, Retiro do Peixe Assado e Zizá. Mas, também pode optar pela Sardinha no Pão, à venda junto à Antiga Lota, podendo assim cumprir a tradição à boa sardinha no pão, que se come por 2,20 euros, podendo optar pelo menu que inclui bebida por 3,50 euros. Para os que menos apreciam a sardinha assada, os menus de petiscos regionais são uma opção. Opção é também a doçaria e outros produtos regionais que participam no festival.

No palco principal, diariamente às 22h00, a música não falta. Ontem actuaram os Reflect, o grupo musical Átoa actua hoje, amanhã ouve-se fado com Cuca Roseta, que apresenta o seu último álbum de originais “Riu”, pelo no último dia de Festival sobe ao palco João Só, prometendo um espetáculo único.

No palco do Coreto, numa iniciativa da Junta de Freguesia de Portimão, entre as 19h30 e as 21h30, Teresa Viola actuou dia 3, hoje actua a Escola de Fado BEACP, amanhã Sephirah e dia 6 os Fonte Nova.

Refira-se que o Festival da Sardinha é uma organização da Câmara Municipal de Portimão, em parceria com a Associação Turismo de Portimão, a Junta de Freguesia de Portimão, a APS - Administração dos Portos de Sines e a EMARP – Águas e Resíduos de Portimão, com o patrocínio da Malo Clinic, No Solo Água, Socialgar Seguros, Sagres e Delta Cafés, e o apoio do Barlavento - Semanário Regional do Algarve e do Turismo do Algarve. O Festival tem, ainda, como rádio oficial a Alvor FM.

Pub

Toda a programação do Festival da Sardinha pode ser consultada em www.festivaldasardinha.pt.

 

Pub
Mais em Artes & Espetáculos
Banda “Os Naira” no Auditório Municipal de Albufeira

Os Naira voltam a surpreender os albufeirenses, desta vez com uma atuação aberta ao público,…

Cineteatro Louletano garante apoio para quadriénio 2022 – 2025

O Cineteatro Louletano acaba de ver garantido um apoio de 200 mil euros anuais para…

Música e literatura do Algarve nas comemorações dos 150 anos de Ernesto Korrodi

A música e literatura “made in Algarve” vão marcar presença, em Leiria, nas comemorações dos 150 anos do nascimento de Ernesto Korrodi

Ana Vitória
Ana Vitória estreia hoje «Encruzilhada» no Teatro das Figuras

A coreógrafa, performer e artista visual brasileira Ana Vitória estreia hoje, terça-feira, 24, no Teatro das Figuras, em Faro, a instalação