Notas de pesar da DRCA e da CCDR Algarve pelo falecimento de Luís Guerreiro

A Direção Regional de Cultura do Algarve (DRCA), em nota de imprensa enviada ás redacções, demonstra o seu sentido pesar pelo falecimento do Eng. Luís Guerreiro ocorrido esta segunda-feira.

Engenheiro civil de formação e homem de letras por vocação, dedicou a sua vida à divulgação da História do Algarve, dando a conhecer inúmeras figuras e factos.

Pub

Um dos impulsionadores da criação da Fundação Manuel Viegas Guerreiro, da qual era actualmente o presidente, divulgou a vasta obra do seu patrono, na área da antropologia, e ampliou o espólio bibliográfico da instituição, constituindo um dos maiores acervos documentais sobre o Algarve.

Um comunicador por excelência desenvolveu e interviu em inúmeras iniciativas culturais marcantes na região, sendo a mais recente o Festival Literário Internacional de Querença (FLIQ), que este ano teve a sua segunda edição.

O seu contributo cultural e o legado que nos deixa sobre a história local e regional é inquestionável.

Aos familiares, amigos e Fundação Manuel Viegas Guerreiro apresentamos as nossas sinceras condolências.

Pub

CCDR Algarve apresenta condolências

Também a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento da Região (CCDR) Algarve enviou uma nota de pesar ao nosso jornal pelo falecimento do Eng.º Luís Guerreiro, enquanto um dos impulsionadores da "criação da Fundação Manuel Viegas Guerreiro, da qual era actualmente o presidente, divulgou a vasta obra do seu patrono, na área da antropologia, e ampliou o espólio bibliográfico da instituição, constituindo um dos maiores acervos documentais sobre o Algarve".

A CCDR Algarve classifica Luís Guerreiro de "um comunicador por excelência" que "desenvolveu e interviu em inúmeras iniciativas culturais marcantes na região, sendo a mais recente o Festival Literário Internacional de Querença (FLIQ), que este ano teve a sua segunda edição".

Refere também a CCDR Algarve sobre o Presidente da Fundação Manuel Viegas Guerreiro, que "o seu contributo cultural e o legado que nos deixa sobre a história local e regional é inquestionável". E a finalizar, "aos familiares, amigos e Fundação Manuel Viegas Guerreiro apresentamos as nossas sinceras condolências."

Pub
Mais em Sociedade
Prisão
Detidos em veleiro ao largo da marina de Vilamoura ficam em prisão preventiva

O Procurador da República junto do Juízo de Instrução Criminal de Faro requereu e foi aplicada a prisão preventiva a um homem de 42 anos e a

Filipa Soares Albergaria celebra Dia da Marinha em ‘casa’

É médica naval e recentemente assumiu o cargo de Diretora do Centro de Medicina Naval (CMN), tem parte da sua história de vida em Faro,

Quatro detidos em Ourique por sequestro

Hoje, dia 18 de maio, foram detidas duas mulheres e dois homens, com idades compreendidas entre os 16 e os 23 anos, pelo crime de sequestro

Lagos recebeu empresários brasileiros com vista a futuras parcerias

A cidade de Lagos foi um dos pontos de passagem da delegação da missão ACIB…