Um incêndio ativo na Serra do Caldeirão (atualizada) nesta manhã de domingo

Apesar do alerta lançado na sexta feira à tarde e de o primeiro-ministro ter clarificado de que 155 concelhos, sobretudo do Centro e do Norte interior, terem sido abrangidos pelo "estado de calamidade, de modo preventivo, até à meia-noite de segunda-feira" próxima, na realidade sensivelmente a meio deste período de prevenção, felizmente, não se registaram situações alarmantes.

Relativamente ao Baixo Alentejo, apenas no concelho de Alvito foi registado um incêndio, que deflagrou hoje (domingo) pelas 09:30 horas, no qual estão empenhados 21 soldados da paz, seis viaturas e um meio aéreo.

Pub

No Algarve há registo de um pequeno incêndio, na Serra do Caldeirão, próximo de Cortelha / Vale Maria Dias, na Freguesia de Salir, no qual estão empenhados, segundo o site da Proteção Civil, 27 bombeiros, 5 viaturas e um meio aéreo.

De salientar que com a decisão do governo de decretar calamidade preventiva, com a proibição do uso de fogo de artifício e o reforço dos meios de prevenção e detecção de incêndios, o resultado até à manhã de hoje (domingo) é positivo . Mas isto não significa que não possam ainda surgir situações problemáticas, na medida em que as estão presentes as condições propícias a incêndios, de tempo quente, fraca humidade no ar e algum vento favorável à deflagração, permitindo a ocorrência de novos incêndios, em especial nas zonas de maior risco.

Nesse sentido, os concelhos de S. Brás de Alportel e Portimão, ativaram os respetivos Planos Municipais de Emergência e Proteção Civil.

Risco máximo de incêndios nos concelhos algarvios de Alcoutim, Aljezur, Castro Marim, Monchique, Silves, São Brás de Alportel e Tavira.
Com a classificação de Risco Muito elevado, estão classificados os concelhos de Lagos, Loulé e Portimão.
E com Risco Elevado os concelhos de Albufeira,Faro, Lagoa, Olhão, Vila do Bispo e Vila Real de Santo António.

Pub

Disse o primeiro ministro, António Costa, na passada sexta feira que "40 por cento dos incêndios têm surgido em vários dias durante o período nocturno" e esta mobilização dos aviões da Força Aérea permitirá uma "detecção precoce de focos de calor" e também de "movimentações suspeitas".

Uma maior prevenção, permitirá uma "actuação mais pronta na prevenção da criminalidade associada a este tipo de incêndios", salientou António Costa.

Pub
Mais em Ambiente
Culatra
Protótipo de dessalinização não intrusiva para a Ilha da Culatra vence concurso

O projeto «Culatra2030 – Non intrusive water desalination», coordenado por investigadores do Centro de Investigação Marinha e Ambiental

Aspirante Geoparque apresenta “Plantas Invasoras” nas escolas de Albufeira

O aspirante Geoparque Algarvensis, constituído pelos municípios de Loulé, Silves e Albufeira, assina a ação…

Loulé: Conselho de Ação Climática com novas sinergias

Passados dois anos, o Conselho Local de Acompanhamento da Ação Climática do Município de Loulé,…

Loulé adere à “Semana das Espécies Invasoras”

De 22 de maio a 3 de junho, o Município de Loulé envolve-se na realização…