Jornal diariOnline Região Sul. O seu portal de notícias Algarve e Alentejo Portugal

“Patacas Bar” em Vilamoura comemora 30 anos de funcionamento com os mesmos donos

O bar Patacas, em Vilamoura, comemora na próxima segunda-feira, dia 25 de setembro, 30 anos de existência. Sem dúvida um dos bares mais carismáticos de Vilamoura, mantém os mesmos proprietários desde a sua abertura.

Filipe Silva, Janet Walker, Carlos Silva - Patacas Bar

Um ponto de encontro entre amigos, mais velhos ou mais novos, adotou uma postura familiar ao estilo “pub inglês”. O bar que começou por ser o sonho e o modo de vida de um jovem casal cresceu, atingiu dimensão, nome e reconhecimento.

Patacas Bar - Região Sul/DiariOnline

Tendo a náutica como tema, o Patacas é uma experiência de partilha e uma viagem por um mundo criado à imagem de quem o idealizou. Uma verdadeira “sala de visitas” na qual todos parecem bem-vindos.

30 anos de Patacas

A 25 de setembro de 1987, Janet e Carlos (ela inglesa e ele de Cascais) apostam em Vilamoura para começarem um negócio que lhes permitisse “constituir família”. Foi o que aconteceu.

Carlos Silva e Janet Walker - Patacas Bar

Carlos Silva, Janet Walker e o filho Filipe (atual gerente) conversam com o Jornal diáriOnline Região Sul, sentados na esplanada, em mais uma tarde de Patacas.

Carlos Silva "Patacas"

Isto começou como um sonho que se foi tornando real. Nunca pensei que tomasse esta dimensão. O bar, quando abriu, tinha um terço do tamanho. Agora tem o triplo e acho que é o tamanho ideal.

Carlos troca um sorriso com Janet, sentada ao seu lado.

 Ela é que me incentivou a vir.

O nome “Patacas” vem de uma antiga alcunha. O bisavô de Carlos Silva é o primeiro “Pataca” conhecido. Bastou acrescentar um “s” à palavra, para dar um ar mais “british” ao bar que nasceria com o nome de “Patacas Bar”.

Carlos silva "Patacas"

Janet Walker recorda os tempos em que enquanto Carlos (o primeiro Patacas com “s” na família) descansava, depois de uma noite a atender clientes, ela vinha para o bar, com o filho ao colo.

Carlos Silva "Patacas"

Filipe Walker e Silva, carinhosamente tratado pelos amigos por “Pataquinhas”, completa as palavras da mãe.

Eu cresci aqui. Há fotos minhas dentro do lavatório do bar enquanto a minha mãe lavava os copos.

 

 

“A minha sala de visitas”

E assim o casal trocou a vida confortável nas Ilhas do Canal, Jersey, por uma vida a construir aquilo que o Patacas hoje representa.

Carlos confessa que foi juntando no bar os objetos de que gostava. Em casa não os podia ter, por falta de espaço.

Carlos Silva "Patacas"

Vai-se juntando aqui tudo. Isto é a minha sala de visitas. Nunca tive espaço em casa para ter as coisas de que gosto. O que fiz foi pedir objetos para o bar.

Era aqui que as pessoas estavam e era aqui que eu passava metade do meu dia.

Patacas Bar - Vilamoura

Um amante confesso do colecionismo, Carlos gaba as mais de 1800 miniaturas de garrafas de bebidas expostas nas paredes do Patacas.

Sempre tive a mania das coleções. Temos as miniaturas, de garrafas e de pins.

As garrafas não estão avaliadas. Nenhuma delas está. Mas estou convencido que as miniaturas, com os diferentes licores da antiga fábrica Âncora, são a maior riqueza que temos aqui.

Patacas Bar - Vilamoura

As coleções do bar não se ficam pelas miniaturas. Com o chão forrado a madeira e as paredes tapadas de quadros surgem peças como rodas de leme, hélices, faróis, sirenes e até um escafandro. Objetos que nos reportam para o ambiente náutico do Patacas Bar.

A náutica era a grande paixão do avô do Filipe. Ele chegou a ser quatro vezes atleta olímpico em vela,

recorda Janet. Carlos completa a memória que levou à decoração do bar.

O meu pai, Manuel “Pataca”, era construtor naval. Um apaixonado pela náutica.

Um amigo em cada cliente

Carlos Silva “Patacas” acredita que o seu bar seja um dos três melhores de Vilamoura, dependendo dos critérios utilizados na comparação.

Em idade, pelo menos, está em cima. 30 anos com o mesmo dono à frente, não há mais nenhum bar em Vilamoura.

Janet Walker

Janet não tem dúvidas que o segredo está na forma como se convive com os clientes.

Nós aqui conhecemos muitos clientes. É tudo família. É uma casa fora de casa.

 

 

 

Filipe Silva “Pataquinhas” manteve os ensinamentos dos pais e continua a fazer do bar a sua casa.

Temos de estar sempre presentes. Quando não estamos falha sempre alguma coisa.

Este bar vive do convívio da “malta de cá”. É um ponto de encontro também para os clientes do meu pai.

Continuo a fazer o que ele me ensinou, mantendo o serviço e o estilo. O conceito não mudou.

Equipa Patacas Bar

A Festa dos 30 anos

30 anos é uma data que não dispensa ser assinalada. Como tal, clientes e amigos, estão convidados para festa de dia 25 de setembro.

Patacas Bar - Festa Verão 2017

Filipe Silva lembra que o convívio começa às 22h00 e promete seguir noite fora.

 Vamos ter um convidado especial, o Mário Spencer. Um amigo antigo. Ele vai animar a festa com a sua música.

Vai haver uma surpresa para petiscar, que não vou dizer qual é!

O bolo de aniversário também vai ser especial. Se o tempo permitir, fazemos no exterior.

Depois da meia-noite… é o “descambo”! (gargalhada).

Exit mobile version