Jornal diariOnline Região Sul

Isobel Reis e Raquel Correia atuam na Igreja da Misericórdia

Igreja da Misericórdia, em Tavira

A Igreja da Misericórdia, em Tavira, acolhe no próximo sábado, 14, às 18:00 horas, um concerto de Isobel Reis (canto) e Raquel Correia (piano), no âmbito do projeto «Música nas Igrejas».

A mezzo soprano Isobel Barton Reis é licenciada em canto pela universidade de Southampton, Inglaterra. Em 2000, regressou a Portugal onde tem desenvolvido uma intensa atividade artística e pedagógica.

Apresenta-se, regularmente, no ciclo «Música nas Igrejas», exercendo em simultâneo com a sua atividade de cantora a componente pedagógica em diversas escolas de música da região, nomeadamente, em Albufeira, Olhão e Tavira.

Raquel Correia iniciou os estudos musicais aos cinco anos, tendo concluído com distinção o Curso Geral de Piano no Conservatório de Lisboa. Diplomou-se, igualmente, no Conservatório de Música do Porto, com a nota de 20 valores, frequentou cursos no Monzarteum de Salzburg., foi bolseira do governo austríaco e da secretaria de Estado da Cultura e obteve o diploma da Escola Superior de Música de Viena.

Em 1992, terminou o mestrado em interpretação da Universidade de Montreal e, em 1995, na mesma universidade, alcança o diploma de Estudos Superiores Especializados como bolseira das Universidades de Montreal e do Algarve.

Atuou como solista nas Orquestras Metropolitana de Lisboa e do Algarve, tendo tocado também na Filarmónica Nacional de Hamburgo, assim como no Centro Cultural de São Lourenço. Integra o Trio de Vissi D. Arte e o Trio de Música de Câmara.

Gravou, em Hamburgo, um trabalho com obras de Chopin, Beethoven, Schubert e Mendelssohn.

Foi diretora pedagógica das Academias de Música de Lagos e Portimão e professora no Conservatório Regional do Algarve. Leciona, desde 1986, na Universidade do Algarve.

«Música nas Igrejas» é uma iniciativa da Academia de Música de Tavira. Os concertos ocorrem todos os sábados e destinam-se ao público em geral. Mais informações em www.academiamusicatavira.net.

Comentários

comentários