Estudo: Portugueses preveem gastar 252 euros no Natal

 

De acordo com o Observador Cetelem Natal 2017, em média, os portugueses tencionam gastar 252€ na quadra festiva que se aproxima, mais 41€ que em 2016, tendo em conta que os consumidores nacionais apontavam para gastos de 211€.

Numa análise mais aprofundada, verifica-se que 7% dos inquiridos neste estudo pretendem ficar-se por compras até um total de 75€. Já 15% apontam para valores entre os 76€ e 150€. 18% dos consumidores apontam para um intervalo entre os 151€ e os 250€. Por fim, mais de um terço, neste caso, 36%, referem que gastarão acima de 250€.

Pub

Quanto à repartição dos gastos, os portugueses pretendem maioritariamente comprar prendas. É pelo menos isso que referem os inquiridos, com 53% dos seu orçamento destinado para estes produtos. Tal significará que estão reservados, em média, 134€ para os presentes de Natal. Também as mercearias merecem especial atenção neste período, com 34% dos gastos. Com valores bem mais baixos, 8% dos valores a despender serão direcionados para compras sazonais, como decorações de natal, enquanto 5% terão como destino as férias.

"Este é talvez o principal dado que nos permite verificar que há um aumento do poder de compra entre os portugueses, com um aumento de 41€ relativamente ao valor médio que cada consumidor pretende despender. O período em causa apela, inevitavelmente, a um maior consumo e compra de prendas, em especial para os mais pequenos. E o que verificamos, através do número limitado de pessoas para quem cada consumidor pretende adquirir presentes, é que há uma tendência para evitar gastos que extravasem a sua estrutura familiar mais chegada, como os pais, filhos ou cônjuges", afirma Pedro Camarinha, Diretor Distribuição do Cetelem.

Ainda segundo o estudo, cada consumidor comprará prendas para uma média de 6 pessoas, o significa um gasto unitário de 22€. Percentualmente, 33% dos inquiridos consideram oferecer prendas a um intervalo entre 4 e 6 pessoas, enquanto 26% apenas o fará para 1 a 3 pessoas. Registo, ainda, para os 21% de consumidores inquiridos que planeiam comprar presentes para um intervalor entre as 7 e 10 pessoas.

Numa análise a estes números, verifica-se que em Lisboa a pretensões de gastos (287€) são bem superiores às verificadas no Porto (225€). Já por regiões, o Centro assume-se mais gastador, 321€, perante os 255€ verificados no Sul e os 198€ a Norte.

Sobre o Estudo

O Observador Cetelem Natal 2017 tem por base uma amostra representativa de 600 indivíduos residentes em Portugal Continental, de ambos os géneros e com idades compreendidas entre os 18 e os 65 anos. Estes foram entrevistados telefonicamente, com informação recolhida por intermédio de um questionário estruturado de perguntas fechadas. O trabalho de campo foi realizado pela empresa de estudos de mercado Nielsen, entre os dias 23 setembro a 6 de outubro, e um erro máximo de +4,0 para um intervalo de confiança de 95%.

Pub

Pub
Artigos Relacionados
Mais em Nacional
Reforço de meios de combate a incêndios no terreno até dia 31

O dispositivo especial de combate a incêndios rurais (DECIR) para este ano, conforme definido pela…

Língua Portuguesa é a quarta mais falada no mundo

Idioma é usado por 260 milhões de pessoas O Instituto Camões informou hoje, 5 de…

CNN: Marcelo pediu mais meios para as forças armadas e “consenso nacional” (c/vídeo)

Presidente da República centrou nas forças armadas a sua intervenção na sessão solene que assinalou…

DGRM efetua venda antecipada de Alabote congelado apreendido

A Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos vai promover uma venda antecipada de 743 kg de Alabote apreendido.