Mais de 75 mil visitantes no Museu Nacional de Arqueologia

A exposição “Loulé,Territórios, Memórias, Identidades” recebeu já mais de 75 mil visitantes desde a sua inauguração a 21 de junho, tendo o mês de agosto sido o recordista, com 17665 pessoas a quererem conhecer o património cultural e material de Loulé. 

Loulé - Territórios, Memórias e Identidades

Em outubro, o regresso às aulas e início das visitas das escolas contribuiu para que 15377 pessoas tenham contactado com os 7 mil anos de história apresentados em “Loulé, Territórios, Memórias, Identidades”.

Pub

Com mais de 500 bens culturais expostos, o investimento de “Loulé, Território, Memórias, Identidades” na tecnologia ao serviço de uma maior acessibilidade à informação permite saber quais os objetos que mais curiosidade têm suscitado aos visitantes, que procuram saber mais através da consulta dos “QR Codes” instalados na exposição, com os seus telemóveis pessoais.

Loulé - Territórios, Memórias e Identidades

O menir de grandes dimensões e amplamente gravado, proveniente do Museu Municipal de Loulé, é o bem que suscita mais procura de informação adicional por parte dos visitantes. A exposição do menir é acompanhada por um conjunto de fotografias obtidas através de sistemas digitais de última geração, inclusivamente tridimensionais, que permitem ver gravuras que não são imediatamente visíveis a olho nu.

Seguem-se a Necrópole da Idade do Bronze da Vinha do Casão e as estelas gravadas com a Escrita do Sudoeste, a mais antiga escrita conhecida na Península Ibérica, com cerca de 2500 anos.

A exposição patente em Lisboa, no Museu Nacional de Arqueologia, apresenta mais de 7 mil anos de história do concelho, revela costumes, hábitos alimentares e a vida quotidiana das várias civilizações que por ali passaram através de peças arqueológicas. A exposição está patente (Mosteiro dos Jerónimos, Lisboa), de 3ª a Domingo entre as 10h e as 18h.

Pub

É um “Portugal em miniatura” que espelha a história de Portugal, da Península Ibérica e da Europa. Um verdadeiro ponto de partida para uma viagem obrigatória até Loulé para descobrir o concelho e os seus segredos mais bem guardados, como o sítio de Corte João Marques, a escrita do Sudoeste, o Cerro da Vila, o Castelo de Salir e o centro histórico da cidade.

A exposição é uma iniciativa conjunta dos Museus Nacional de Arqueologia e Municipal de Loulé, com o apoio da Lusitânia Seguros, da Imprensa Nacional da Casa da Moeda e do 365 Algarve.

Pub
Mais em Artes & Espetáculos
Lagoa recebe Festas do Divino Espírito Santo

Lagoa do Algarve irá receber uma comitiva de Lagoa dos Açores, no âmbito do protoloco de geminação existente entre as duas cidades…

Banda “Os Naira” no Auditório Municipal de Albufeira

Os Naira voltam a surpreender os albufeirenses, desta vez com uma atuação aberta ao público,…

Cineteatro Louletano garante apoio para quadriénio 2022 – 2025

O Cineteatro Louletano acaba de ver garantido um apoio de 200 mil euros anuais para…

Música e literatura do Algarve nas comemorações dos 150 anos de Ernesto Korrodi

A música e literatura “made in Algarve” vão marcar presença, em Leiria, nas comemorações dos 150 anos do nascimento de Ernesto Korrodi