Jornal diariOnline Região Sul

Exposição «O Surrealismo em Portugal…» vai ter visita guiada

O museu municipal de Tavira promove, no dia 16 de dezembro, pelas 10:30 horas, no Palácio da Galeria, uma visita orientada à exposição «O Surrealismo em Portugal. A Coleção da Fundação Cupertino de Miranda», que está patente até final do ano.

A mostra resulta de uma colaboração com a Fundação Cupertino de Miranda e apresenta uma seleção de obras que testemunha a relevância e as múltiplas faces do movimento surrealista em Portugal, acontecimento artístico que surge no horizonte cultural português a partir da década de 30 do século XX.

O movimento artístico, que perfaz 100 anos, foi influenciado pelas teorias da psicanálise de Freud que destacou a importância do subconsciente e dos sonhos nos comportamentos individuais e também na criação artística.

Nascido entre as duas guerras mundiais, o surrealismo integra-se nas vanguardas modernistas europeias (sendo protagonizado por Breton, Artaud, Buñuel, Dali, Magritte,…), abrangendo várias técnicas e manifestações artísticas (literatura, artes plásticas, cinema, teatro, dança, fotografia, …).

Com sede em Vila Nova de Famalicão e criada em 1963, a Fundação Cupertino de Miranda possui uma importante e vasta coleção de arte contemporânea, com especial ênfase para autores ligados ao surrealismo português, como Alexandre O’Neill, António Dacosta, António Pedro, Cândido Costa Pinto, Carlos Calvet, Cruzeiro Seixas, Eurico Gonçalves, Fernando Lemos, Júlio dos Reis Pereira, Marcelino Vespeira, Mário Cesariny, Mário Henrique Leiria, Pedro Oom, Risques Pereira, entre outros.

Uma amostra deste importante acervo pode ser fruída, atualmente e até 31 de dezembro, no Palácio da Galeria de Tavira.

A visita guiada será conduzida por Daniel Santana, historiador de arte e técnico da Câmara Municipal de Tavira.

As inscrições, gratuitas, deverão ser efetuadas até dia 15 de dezembro. Mais informações através do número 281320500 ou do endereço eletrónico edu.museus@cm-tavira.pt.

Comentários

comentários