Jornal diariOnline Região Sul

Grupo de Intervenção Proteção e Socorro da GNR vai ser condecorado

O Grupo de Intervenção Proteção e Socorro (GIPS) da Unidade de Intervenção vai ser condecorado amanhã, dia 18 de dezembro, pelas 10:30 horas, na Praça do Comércio em Lisboa, pelo Primeiro Ministro, António Costa, com a Medalha de Ouro de Serviços Distintos de Segurança Pública, numa cerimónia militar que engloba uma Parada Militar e uma exposição de meios das diversas especialidades daquela Subunidade.

Saliente-se que o GIPS tem como missão específica a execução de ações de prevenção e de intervenção de primeira linha, em todo o território nacional, em situação de emergência de proteção e socorro, designadamente nas ocorrências de incêndios florestais ou de matérias perigosas, catástrofes e acidentes graves.

Para o cumprimento da sua missão o GIPS dispõe de 584 militares, distribuídos por 22 Centros de Meios Aéreos, os quais realizaram cerca de sete mil patrulhas e percorreram mais de 700 mil quilómetros durante o ano de 2017. O GIPS efetuou ainda 4.403 saídas helitransportadas para o ataque inicial de incêndios florestais, tendo atingido uma taxa de sucesso de 98,03 % e 449 ataques ampliados terrestres, num total de 1.473 horas de intervenção.

A Medalha de Ouro de Serviços Distintos de Segurança Pública pretende distinguir a subunidade pelo cumprimento de variadíssimas missões, com elevado grau de complexidade e visibilidade, que em muito contribuem para projetar a imagem da Guarda Nacional Republicana aquém e além-fronteiras, trazendo honra e lustre para o País, tendo sido deste modo publicamente reconhecida.

Comentários

comentários