Jornal diariOnline Região Sul

Estradas algarvias mataram 30 pessoas em 2017

Foto: TVI24

Região algarvia é a 4ª com mais acidentes na estrada

Segundo dados da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), ao longo do ano de 2017 foram registadas 30 mortes nas estradas do Algarve em resultado de acidentes de viação, cuja contabilidade inclui apenas as vítimas cujos óbitos ocorreram no local do acidente ou durante o respectivo transporte até à unidade de saúde, sendo que o número real é certamente maior, tendo em conta que alguns dos feridos graves terão, posteriormente, falecido.

Adianta também a ANSR que o número de vítimas mortais diminuiu em comparação com os anos anteriores (37 em 2015 e 32 em 2016), no entanto  a tendência é inversa à que se verificou em relação ao número de acidentes e de feridos graves.

No ano passado foi registado um total de 10.752 acidentes nas estradas algarvias, o que representa um aumento de 511 face a 2016 (+ 5%) e de 1.262 em comparação com 2015 (+ 13%), cujo acréscimo de acidentes levou a que também aumentasse o número de feridos graves deles resultantes, sendo 162, um aumento de 30 em relação a 2016 (+18,5%) e de 25 (+ 15%) em comparação com 2015.

Refira-se que o Algarve foi a 4ª região do país onde se registam mais acidentes, logo a seguir a Lisboa (26.698), Porto ( 23.606) e Braga (10.980), tendo o número total de acidentes no país sido de 130.157, significando que na região algarvia tiveram lugar mais de 8% dos acidentes registados no país.

No que concerne ao número de feridos graves, o Algarve surge na 2ª posição, logo a seguir a Lisboa (311), o que não deixa de ser preocupante. Quanto ao número de mortes, os 30 registados no Algarve colocam as estradas da região como as sextas mais mortais do país, a par com Braga e Coimbra.

Comentários

comentários