Jornal diariOnline Região Sul

Concursos para obras de eletrificação da Linha do Algarve serão lançados ainda este ano

O ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, disse hoje, em Faro, que o governo espera lançar, ainda em 2018, os concursos para as obras de eletrificação da Linha do Algarve, mantendo o compromisso revelado no início do ano passado.

“Estamos em fase de projeto, mas temos a expetativa de, ainda em 2018, ter os primeiros concursos de obra para realizar até 2020”, afirmou o governante, após a reunião do Conselho Regional do Algarve em que se discutiu a Estratégia Nacional Portugal 2030.

“A eletrificação do resto da Linha do Algarve é uma modernização global importantíssima, que permitirá ter comboios a fazer ligações diretas, não só em todo o Algarve como também para Lisboa, com material circulante de maior qualidade. É uma das prioridades do atual quadro comunitário”, destacou o ministro.

Há um ano, numa visita a Portimão, Pedro Marques já tinha anunciado este calendário, revelando ainda que a eletrificação da linha ferroviária representaria um investimento de 33,6 milhões de euros.

O custo global está dividido entre os troços de Faro-Vila Real de Santo António (18 milhões) e Tunes-Lagos (14 milhões de euros), para além de 1,6 milhões de euros destinados a sinalização e outros trabalhos.

Já sobre a requalificação da EN125, o ministro do Planeamento e das Infraestruturas destacou a conclusão das obras entre Lagos e Faro, “em definitivo”, esta semana, num investimento de 90 milhões de euros, “96% dos quais” investidos no mandato do atual governo.

Quanto ao restante troço, entre Olhão e Vila Real de Santo António, a resposta está no Tribunal de Contas (TC), que ainda não atribuiu o visto à renegociação da concessão Rotas do Algarve Litoral.

“É um processo legal que não está concluído. Envolve o TC, não é uma decisão pessoal de um membro do governo. Não se pode avançar com essas obras enquanto essas condições legais não estiverem concluídas”, disse Pedro Marques.

O ministro acompanhou António Costa na reunião do Conselho Regional do Algarve realizada na manhã de sexta-feira, no auditório da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional, para discutir a Estratégia Nacional para o Portugal 2030.

Comentários

comentários