Jornal diariOnline Região Sul

Infraquinta quer reduzir em 90% a utilização de furos na rega de campos de golfe

A Infraquinta, empresa municipal de Loulé, que gere as infraestruturas da Quinta do Lago e áreas envolventes, está a elaborar um projeto, em parceria com os campos de golfe existentes na sua área de influência e zonas limítrofes, com o objetivo de reduzir drasticamente o recurso a furos, na rega dos campos. O plano, em parceira com a Águas do Algarve, será apresentado no início de março.

A novidade foi avançada por Miguel Piedade, Presidente do Conselho de Administração da Infranquinta, em entrevista concedida ao diáriOnline Região Sul. O plano, ainda em fase de estudo, passa por aproveitar a água residual tratada produzida pela ETAR instalada na Quinta do Lago, complexo turístico localizado na freguesia de Almancil, concelho de Loulé.

Miguel Piedade - Presidente Conselho Administração Infraquinta

“Conseguimos juntar à mesa a Quinta do Lago, Pinheiros Altos e São Lourenço. Ao todo são 4 campos de golfe, vizinhos, que serão parceiros num projeto de utilização de águas residuais tratadas para regar os campos”, explica Miguel Piedade.

“A maior parte da água residual tratada produzida pela ETAR da Quinta do Lago não é utilizada. Com todos os parceiros envolvidos é aliciante fazer o aproveitamento desta água. A empresa Águas do Algarve fará a entrega da água produzida, para ser utilizada na rega dos campos de golfe.”

Miguel Piedade - Presidente Conselho Administração Infraquinta

Atualmente, o conjunto dos golfes da Quinta do Lago, Pinheiros Altos e São Lourenço, recorre a furos para prover as suas necessidades de água para rega. Uma prática que, a médio prazo, pode colocar em risco os lençóis freáticos. O responsável pela Infraquinta prevê uma redução drástica na utilização de água proveniente de furos.

“No imediato podemos reduzir em 60% a utilização de água proveniente de furos, na rega destes 4 campos, tendo em conta a quantidade de água residual que atualmente produzimos. Esse valor poderá chegar aos 90%”, explica Miguel Piedade.

Para atingir o objetivo, o plano prevê a construção de uma ETAR intermédia, que elevará a qualidade da água residual, para os parâmetros desejáveis. Ou seja, água residual tratada de qualidade superior.

Campo de Golfe - Quinta do Lago

“Temos de ter em conta a utilização que queremos dar a essa água residual. Há jogadores de golfe que beijam o taco, por superstição. No caso dos jardins públicos, são para utilização humana, com crianças. A água utilizada na rega, também ela, tem de ter muita qualidade”.

Ainda em fase de estudo, e sem previsão para o montante de investimento previsto, o plano de utilização de águas residuais para regar os campos de golfe será apresentado, enquanto projeto, no próximo dia 1 de março, num encontro promovido pela empresa Águas do Algarve.

Campo de Golfe - Quinta do Lago

A água mais segura do país

A Infraquinta foi a primeira entidade de distribuição em baixa a merecer certificação de qualidade do produto água. A água que chega às torneiras dos cerca de 2 mil alojamentos da Quinta do Lago não só tem dez vezes mais controlo do que aquele que é exigido pela lei em vigor, como chega com a garantia de que mais de 4 mil parâmetros cumprem critérios de qualidade e salubridade.

Miguel Piedade, Presidente do Conselho de Administração da Infraquinta, explica que a qualidade atingida na rede que gere deve-se ao elevado controlo que é feito.

“O segredo está no controlo e despistagem feitos pela Infraquinta à água, desde o momento da aquisição à Águas do Algarve até à sua chegada ao consumidor final. A nossa rede é de pequena dimensão, mas é o controlo rigoroso que fazemos que a torna tão segura”.

Miguel Piedade assume mesmo que a água que se bebe na Quinta do Lago é “a mais segura de Portugal!”

“Instalámos câmaras de vigilância nos nossos reservatórios e válvulas anti refluxo em todos os contadores. São medidas que nos garantem uma maior segurança em relação à qualidade da nossa água.”

Água da torneira engarrafada - Infraquinta

Em 2014, na sequência da implementação do Plano de Segurança da Água, a Infraquinta avançou com o projeto pioneiro de engarrafar água da torneira. As garrafas estão disponíveis nos escritórios da Infraquinta, salas de reuniões e hotéis.

Um “laboratório” de boas práticas

O responsável pela Infraquinta lembra que a água é “um bem precioso”, que deve ser tratado como tal. Uma das lutas da empresa tem passado pelo combate ao desperdício de água, às perdas de rede e à água não faturada.

“Iniciámos um combate feroz à água não faturada. Em 2016 fomos líderes nacionais com apenas 6,3% de água não faturada. No último ano baixámos para 4,6%, quando a média nacional anda na casa dos 28%”.

Embora a rede seja pequena, é antiga (década de 70 inicio de 80), estando a chegar ao final da sua vida útil. O segredo está nas boas práticas aplicadas na zona. A Infraquinta pode ser encarada como um laboratório a partir do qual pode ser “construído conhecimento”, tendo em conta a sua aposta em tecnologia.

Miguel Piedade - Presidente Conselho Administração Infraquinta

“Utilizamos um modelo, em computador, através do qual prevemos tudo o que pode suceder com a nossa rede de abastecimento de água.

O passo atual passa pela modelação da qualidade da água. A rede é pequena mas deve estar em condições perfeitas”, explica Miguel Piedade.

O Instituto Superior Técnico é parceiro num estudo que pretende precisamente aferir da qualidade da água e a sua modelação.

“Durante o inverno a água fica muito tempo parada nas condutas. Temos de saber, em rigor, a influência que isso tem na qualidade da água. É algo que não se faz habitualmente e que estamos a fazer”.

A Infraquinta é procurada pelo meio académico, para diversos estudos, tendo em conta as características da sua rede de abastecimento de água, de dimensão reduzida e fácil controlo.

“Desta e de empresas semelhantes (Inframoura e Infralobo) deve sair conhecimento para que a autarquia (de Loulé) melhor os seus serviços. Estamos apostados na tecnologia e na criação de saber.”

A Infraquinta prevê renovar completamente a sua rede de abastecimento de água até 2030, num investimento que deverá ultrapassar os 8 milhões de euros.

Serviço de primeira para clientes exigentes

Miguel Piedade assumiu a liderança da Infraquinta no final de 2016, na sequência do falecimento de Vítor Faria.

A Infraquinta é uma empresa essencial na sua área de influência, quer pelos serviços que fornece, quer pela qualidade dos mesmos, uma vez que atua nas áreas do abastecimento de água, saneamento e gestão de resíduos.

Quinta do Lago

À semelhança da Infralobo, ou da Inframoura, a Infraquinta é uma empresa maioritariamente pública (Câmara Municipal de Loulé) com capitais privados e gestão privada, que emprega atualmente cerca de 70 funcionários.

“Gerida como uma empresa privada coloca, acima de tudo, os seus interesses públicos”, explica Miguel Piedade.

“Se queremos cativar pessoas para esta zona, fundamental para a freguesia de Almancil e concelho de Loulé, temos de ter muita qualidade. Os nossos clientes têm uma exigência superior à média”.

Numa zona do Algarve conhecida pelo luxo e pelos milionários que atrai, também o serviço da Infraquinta tem de ser “5 estrelas”.

Campo de Golfe - Quinta do Lago

“A varredora passa todos os dias, a água é de grande qualidade e o lixo é recolhido porta a porta”.

Claro que os clientes da área de intervenção da empresa pagam bem pelos serviços dos quais usufruem.

Como explica o responsável, “pagam e não se importam de pagar, logo que tenham uma resposta de altíssima qualidade”.

A infraquinta, estando próxima dos seus clientes (tendo em conta a sua dimensão), permite uma resposta de qualidade e de proximidade.

Miguel Piedade - Presidente Conselho Administração Infraquinta

“Tentamos ter sempre tudo impecável nos espaços públicos, jardins, arruamentos e no abastecimento de água. Tentamos anteciparmo-nos aos problemas”.

A Infraquinta - Empresa de Infraestruturas da Quinta do Lago, E. M., lançou no final de janeiro, a sua primeira e nova aplicação “Infraquinta.connect”, com o objetivo de manter a elevada qualidade do espaço urbano da Quinta do Lago e áreas adjacentes.

Quem escolhe a Quinta do Lago para viver, ou apenas relaxar, tem todas as respostas à distância de um “click”.



Comentários

comentários