Jornal diariOnline Região Sul

Feira dos Enchidos regressa a Monchique

Este ano, com o objetivo de melhorar tanto a qualidade do certame como todo o espaço envolvente, a Câmara Municipal de Monchique trabalhou no sentido de proporcionar ao visitante um programa variado.

O recinto mais atrativo e mais dinâmico autarquia destaca o enchido, o porco e o processo de produção e fabricação nesta 25ª edição, elevando assim, a essência da terra e do produto em questão.

Monchique é terra de muitas tradições. Quem visita o concelho, quer voltar e por isso a proposta para esta edição da Feira dos Enchidos é precisamente homenagear a tradição, os usos e os costumes.

Em busca da tradição e, através de unidades especialmente concebidas para este certame, os visitantes terão a oportunidade de apreciar os mais típicos sabores da gastronomia local.

A presença de várias Unidades de Produção de Enchidos e de Cozinhas Tradicionais conferem ao evento a genuinidade de sabores e saberes.

Para além da gastronomia, o artesanato tem também uma forte presença, havendo ainda stands dedicados à doçaria, medronho, pão e outros produtos, gerando assim um evento que agrega outras atividades económicas.

O património das pequenas coisas

Os enchidos são tradição, mas também são inovação. Neste sentido o visitante terá à disposição o Espaço Tradições”, uma área destinada ao lado mais popular e tradicional de todo o processo de confeção dos enchidos. Nesta zona irá estar patente uma exposição de fotografia sobre o processo tradicional de produção de enchidos.

Vão existir “Encontros que a memória guarda” - Conversas com a Academia Sénior de Monchique.
Que melhor forma de conhecer e compreender a essência de um povo do que a partilha de saberes? Estes encontros vão proporcionar precisamente essa partilha de conhecimentos, tendo como base a temática da tradição ligada aos enchidos.
Esta área contará, ainda, com uma zona participativa onde será possível identificar os vários tipos de enchidos, suas especificidades e sugestão de consumo.

Haverá, também, o “Espaço Inovação”. Nesta zona, destinada ao lado mais moderno e inovador, propõem-se apresentações sobre ideias de negócio.
“Como inovar? Enchidos com polpa de cereja” pela Salsicharia da Covilhã e  “Enchidos e costura criativa? - Como interligar produtos?” pela Lili Aidinha sãos os temas que irão ser abordados e alvo de intervenções, exposições e demonstrações pelas respetivas marcas. Nesta zona haverá ainda lugar para degustações pelos expositores, num espaço gourmet criado para o efeito.

O público infantil terá uma zona privilegiada nesta 25ª edição. O “Espaço Bolota”, especialmente criado a pensar nos mais pequenos, proporcionará atelieres sobre o porco explorando a relação deste animal com a natureza, os seus hábitos alimentares, as características do seu habitat, a sua organização social e o imaginário humano com ele relacionado.
Estas oficinas, de carácter expressivo e criativo, permitirão que a criança integre estes conhecimentos de uma forma lúdica trabalhando criativamente.
Para além destas zonas específicas, o certame conta com a “Praça Sabores, a área de restauração que reúne diversas propostas gastronómicas.

O visitante poderá, ainda, assistir e participar no “Laboratório de Cozinha – Partilha de Saberes e Sabores” dinamizados pela Associação de Cozinheiros e Pasteleiros do Algarve, tendo como principal foco de criação e confeção, os enchidos de Monchique.

Irão existir, também, outras propostas de convívio e entretenimento para toda a família, com animação pelo Grupo Atar e Pôr ao Fumeiro e uma área Municipal onde decorrerão atividades diversas.

Em termos de animação musical, a edição deste ano oferece um cartaz variado, desde o fado com a Cláudia Leal, apresentação do CD  “Simplesmente” de Adriana Marques
Concerto e sessão de autógrafos, Stand Up Comedy com Miguel Costa e Rouxinol Faduncho.


Comentários

comentários