Direito de Resposta da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas

Direito de Resposta da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas, ao abrigo da Lei de Imprensa n.° 2/99, de 13 de Janeiro nos seus arts. 25.º e 26.º.

“No seguimento do artigo, com o título “Câmara de Castro Marim cria tarifários de água para beneficiar famílias numerosas e carenciadas” publicado no dia 28-02-2018 no Diário Online da Região Sul.

Pub

Cabe-nos emitir o seguinte esclarecimento:

Em todo o país, os tarifários da água estão construídos de forma a, efetuada uma análise dos consumos de uma habitação, penalizar os consumos excessivos através de um aumento progressivo por escalões de acordo com o aumento do consumo global da habitação. Temos, portanto, tarifários em que quanto maior é o consumo global de água numa casa, maior é o custo por m3.

Ao não se entrar em linha de conta com a dimensão da família que ocupa uma habitação, sendo apenas avaliado o consumo total, e não sendo avaliado o consumo per capita, as famílias mais numerosas são largamente penalizadas, pagando por vezes o dobro ou o triplo do preço unitário da água.

Conforme se encontra no texto do corpo do vosso artigo acima mencionado, o que se pretende com a criação dos tarifários familiares da água, não é um favorecimento das famílias numerosas, mas antes e apenas a sua despenalização, permitindo a estas uma aproximação justa ao preço do tarifário dos agregados de menor dimensão, uma vez que o que acontecia até ao momento era que a água era mais cara para as famílias numerosas, e a verdadeira justiça passa por dar um tratamento diferente ao que é uma realidade diferente com o objetivo de no fim todos terem uma situação idêntica face à lei.

Pub

P’la Associação Portuguesa de Famílias Numerosas”

Pub
Mais em Sociedade
PCP assinala no Algarve centenário de José Saramago

O PCP vai promover, durante o ano de 2022, no Algarve, diversas iniciativas inseridas no âmbito das comemorações do centenário do nascimento

A DECO INFORMA; “Crédito de baixo consumo e riscos para o orçamento familiar”

O crédito ao consumo continua a ser um produto muito importante para os consumidores, para permitir efetuar uma compra ou até pagar uma

GNR apreende mais de uma tonelada de sardinhas em Portimão

A Unidade de Controlo Costeiro (UCC) da GNR, através do Subdestacamento de Controlo Costeiro de Portimão, apreendeu ontem, quinta-feira,

Autarquia volta a promover iniciativa “Faro Jovem”

Após interregno desde 2016, mostra associativa do concelho assinala este ano a sexta edição com…