Jornal diariOnline Região Sul

Azores Airlines Rally: Alexey Lukyanuk vence, Diogo Gago triunfa no FIA ERC3

02 LUKYANUK Alexey (rus), ARNAUTOV Alexey (rus), RUSSIAN PERFORMANCE, Ford Fiesta R5 action during the 2018 European Rally Championship ERC Azores rally, from March 22 to 24, at Ponta Delgada Portugal - Photo Jorge Cunha / DPPI

REPORTAGEM COM O APOIO

Ricardo Teodósio finaliza prova açoriana com 9º lugar à geral e 3º do CPR

Alexey Lukyanuk (Ford Fiesta R5), apesar de algumas acrobacias ao longo da prova, levou a melhor no Azores Airlines Rally finalizando a prova com uma vantagem de 16,4s sobre Ricardo Moura, que apesar do profundo conhecimento da “sua prova” não conseguiu surpreender o piloto russo na estreia do Skoda Fabia R5, mas defendeu-se de Bruno Magalhães (Skoda Fabia R5), que forçou durante várias especiais, mas acabou por terminar a prova do Grupo Desportivo Comercial no degrau mais baixo do pódio a 9,3s do segundo lugar.

Imprópria para cardíacos foi a luta pelo 4º posto, travada entre Chris Ingram e Martin Koci, ambos em Skoda Fabia R5, tendo Koci na derradeira especial saído de estrada e perdido a guerra que animou a ponta final da prova açoriana.

No 5º posto terminou o sueco Fredrik Ahlin (Skoda Fabia R5), a 1m08,9s do 4º posto, mas na frente de Norbert Herczig (Skoda Fabia R5), o qual ficou a quase 1 minuto e meio do seu antecessor, mas com Lukasz Habaj (Ford Fiesta R5) a apenas 9,3s de si, que no último troço ultrapassou Rhys Yates (Skoda Fabia R5) e ficou com vantagem de 3,5s.

Ricardo Teodósio (Skoda Fabia R5) na ponta final da prova açoriana, subiu algumas posições, tendo ultrapassado Luís Miguel Rego (Ford Fiesta R5), este que por sua vez foi ultrapassado por José Pedro Fontes (Citroen DS3 R5), que fechou o top-ten.

"A prova que pensei era melhor que isto, mas pronto, temos que nos mentalizar que faz falta fazer quilómetros. Agora na parte final, no últimos três troços em especial na Tronqueira o carro vinha a falhar, o diferencial traseiro está com alguns problemas" começou por dizer o piloto algarvio na chegada a Ponta Delgada, acrescentando que "fizemos 3º no Campeonato Nacional e 9º da geral, com todos estes pilotos europeus muito bons, acabou por ser bom. Esperemos que em Mortágua corra melhor, mas não conhecemos a prova, temos esse handicap, vamos ver como vai correr" finalizou o piloto de Albufeira.

Diogo Gago (Peugeot 208 R2) assumiu a liderança do FIA ERC 3 ao longo do dia de hoje e finalizou a prova com a vitória, suplantando Efren Llarena (Peugeot 208 R2) que ficou a 1m13,9s, ficando Martins Sesks (Opel Adam R2) no 3º lugar com mais 29,7s que o seu antecessor.

Relativamente ao FIA ERC 2, Juan Carlos Alonso em Mitsubishi Lancer EVO X venceu destacado, sendo precedido por Sergei Remennik (Mitsubishi Lancer EVO X) e ficando Luís Pimental no 3º lugar aos comandos de Mitsubishi Lancer EVO X.

No que concerne às contas do Campeonato Portugal de Rallyes Ricardo Moura vence, Bruno Magalhães fica em 2º e Ricardo Teodósio rubrica o 3º posto.

Quanto ao Campeonato Açores de Rallyes, Ricardo Moura vence, Luís Miguel Rego garante o 2º posto e Ruben Rodrigues finaliza no degrau mais baixo do pódio.

Uma palavra para a organização, a cargo do Grupo Desportivo Comercial, que tão bem pensou e melhor executou todo o desenvolvimento da prova de abertura do ERC e Campeonato Açores de Rallyes, segunda a pontuar para o Campeonato de Portugal de Rallyes, podendo dizer-se que o Azores Airlines Rallyes merece continuar no ERC, sendo um excelente cartão de visita para o mundo, da Ilha Verde e não só, através das imagens transmitidas pelo canal de TV Eurosport, que organiza o ERC a par com a FIA.



Comentários

comentários