Fundo Ambiental abre candidaturas para projetos de educação ambiental

O período de apresentação de candidaturas aos avisos do Fundo Ambiental na área da Educação Ambiental, para projetos relativos à gestão de recursos hídricos, está aberto desde quinta-feira, 22, com uma dotação total de 1 milhão de euros.

Com uma dotação de 500 mil euros, o aviso «Educação Ambiental + Sustentável: Promover o Uso Eficiente da Água» pretende que se adotem medidas preventivas para uma correta gestão dos recursos hídricos, através de boas práticas de uso eficiente pelos diversos setores económicos, nomeadamente agricultura, indústria e turismo, mas também por todos os cidadãos.

Pub

Igualmente com uma dotação de 500 mil euros, o aviso «Educação Ambiental + Sustentável: Repensar Rios e Ribeiras» visa sensibilizar o público para a importância da qualidade e quantidade da água e dos ecossistemas associados, incentivando uma cidadania e participação ativa do público.

O período para a candidatura termina, em ambos os casos, a 7 de maio. Podem candidatar-se a estes avisos entidades públicas, empresas, associações e fundações. A descrição completa do programa encontra-se disponível no sítio do Fundo ambiental, em http://www.fundoambiental.pt.

A comparticipação máxima dos projetos é de 70% do valor do projeto, exceto para as Organizações Não Governamentais do Ambiente, caso em que o cofinanciamento pode atingir 95%.

No caso do aviso «Educação Ambiental + Sustentável: Promover o Uso Eficiente da Água», as associações de âmbito local também beneficiam de um cofinanciamento de 95%. O valor máximo de apoio, por projeto, é de 50 mil euros.

Pub

Estes dois avisos enquadram-se na Estratégia Nacional de Educação Ambiental (ENEA 2020). Aprovada pelo Governo em junho de 2017, a ENEA 2020 assenta em três pilares essenciais: descarbonização da sociedade, promoção da economia circular e valorização do território.



Pub
Artigos Relacionados
Mais em Ambiente
Culatra
Protótipo de dessalinização não intrusiva para a Ilha da Culatra vence concurso

O projeto «Culatra2030 – Non intrusive water desalination», coordenado por investigadores do Centro de Investigação Marinha e Ambiental

Aspirante Geoparque apresenta “Plantas Invasoras” nas escolas de Albufeira

O aspirante Geoparque Algarvensis, constituído pelos municípios de Loulé, Silves e Albufeira, assina a ação…

Loulé: Conselho de Ação Climática com novas sinergias

Passados dois anos, o Conselho Local de Acompanhamento da Ação Climática do Município de Loulé,…

Loulé adere à “Semana das Espécies Invasoras”

De 22 de maio a 3 de junho, o Município de Loulé envolve-se na realização…