PSD reunido em Loulé aponta o dedo ao Governo

No passado dia 24 de março, sábado, reuniu a Comissão Política Distrital do PSD/Loulé, conjuntamente com a Comissão Política de Secção do PSD/Loulé e os seus eleitos ocais, para efetuarem uma análise à actividade política regional e, em particular, aos problemas com que se padecem os munícipes do concelho de Loulé.

Em comunicado, o PSD aponta o dedo à governação socialista no País e em Loulé.

Pub

No âmbito da análise regional, o destaque foi para o agravamento das condições de circulação no troço da EN125 entre Olhão e Vila Real de Santo António, em que as chuvas das últimas semanas puseram a nu o estado de degradação a que chegou essa via rodoviária, indispensável à circulação de milhares de pessoas e ao funcionamento da economia regional, as quais são da total responsabilidade do Governo Socialista.

O PSD realça igualmente oagravamento das condições de funcionamento e operacionalidade no Centro Hospitalar do Algarve (Faro e Portimão), em que os profissionais se deparam com falta de material, obsolescência dos equipamentos, falhas de funcionamento, diminuição generalizada do número de técnicos de saúde e, não menos importante, e para o facto de o Algarve ter sido preterido pelo Governo Socialista quanto à construção de novos hospitais. Realidades que tornam incompreensível o silêncio a que se têm remetido os órgãos regionais do partido socialista e os deputados por si eleitos pelo círculo de Faro.

Quanto à análise local, concluiu-se que o concelho de Loulé foi votado ao abandono pelo Governo Socialista e esquecido pelo executivo liderado por Vítor Aleixo, no que respeita ao investimento público. Salientando-se como pontos negros a situação do Aterro Sanitário do Barranco-do-Velho. Para além dos gravíssimos problemas técnicos que possui, e que urge serem corrigidos, e há ainda no que respeitas às contrapartidas devidas pelo acolhimento desse equipamento, a lamentar o deficiente funcionamento da rede de saneamento básico das povoações de Vale Maria Dias, Cortelha e Barranco do Velho, cujos efluentes não está a ser adequadamente tratados nas ETAR da Cortelha e do Barranco Velho, pelo que estão a ser despejados nas linhas de água sem o devido tratamento. E ainda a não execução da circular norte de Loulé. Uma obra que o executivo liderado por Vítor Aleixo se apressa agora financiá-la, substituindo-se ao Governo, sacrificando desse modo os cofres municipais em cerca de 5 milhões de euros, o que é incompreensível quando se encontra por executar a circular sul que é exclusivamente da responsabilidade do executivo municipal de Loulé.

Por fim, e relativamente à rede viária, também se concluiu pela necessidade da reparação da variante à N396 (ligação de Loulé à A22) e do troço da EN125 entre o sítio do Troto e São Lourença (Almancil), relativamente às quais não existe uma só palavra de Vítor Aleixo sobre o assunto, e para a necessidade do Governo avançar com a requalificação do Porto de Pesca de Quarteira. Uma obra que se estima em cerca de 750 mil euros e que, apesar das promessas efectuadas nas últimas eleições autárquicas (2017) e nas legislativas (2015), o PS insiste em se esquecer de realizar.



Pub
Mais em Sociedade
Bordeira
Aljezur: Austríaco morre e compatriota está desaparecido na praia da Bordeira

Um homem de nacionalidade austríaca morreu hoje, depois de ter sofrido uma paragem cardiorrespiratória, na praia da Bordeira, no concelho de

Rally de Portugal começou em Coimbra com 22 mil a assistir e Neuville a liderar

Fantástica estreia da Super Especial de Coimbra no Vodafone Rally de Portugal, com uma multidão a vibrar com o espetáculo proporcionado pelos

Vinhos
Vinhos do Alentejo apresentam programa de produção sustentável no Reino Unido

Dar a conhecer o selo de produção sustentável, inédito em Portugal, dos vinhos do Alentejo é o objetivo da iniciativa da Comissão Vitivinícol

Janelas
Casa do Povo convida olhanenses a enfeitarem portas e janelas

A Casa do Povo do Concelho de Olhão convidou os olhanenses a participarem no evento «Janelas e Portas Floridas», enfeitando as suas casas