Jornal diariOnline Região Sul

Governo investe 800 mil euros para recuperar danos do mau tempo no Algarve

O governo vai investir, através do Fundo Ambiental, cerca de 800 mil euros em intervenções de recuperação dos danos causados pelas tempestades que assolaram o litoral algarvio entre fevereiro e março.

De acordo com o despacho do ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, publicado em 29 de março em Diário da República, as tempestades ocorridas entre 28 de fevereiro e 18 de março – Emma (28 de fevereiro a 6 de março), Félix (9 a 11 de março) e Gisele (14 a 18 de março) –, provocaram “danos muito significativos nas estruturas implantadas na faixa costeira varrida pelas ondas”.

Foram afetados passadiços, passadeiras, acessos às praias, redes de abastecimento de água, sinalização de risco, rampas de acesso e estacionamento de embarcações de pesca, pontões de desembarque, estruturas de balizamento de zonas de risco e estruturas de defesa costeira.

Depois de avaliados os estragos, o governo decidiu atribuir, através do Fundo Ambiental, uma verba de 1,36 milhões de euros, repartida por 25 concelhos, mediante a celebração de protocolos de colaboração técnica e financeira.

No Algarve, são nove os municípios abrangidos pelo apoio atribuído pelo governo, num valor total de 799.225 euros.

A maior fatia será investida em Olhão – 219.970 euros –, para a reparação de passadiços e passadeiras nas praias de Fuzeta Ria e Armona do Mar, e um pontão de embarque, na praia de Fuzeta do Mar.

O município de Faro vai receber 193.459 euros, para a mobilização de areia e reparação de passadiços, na praia de Faro.

Em Albufeira, o valor de 130.560 euros destina-se à reparação de passadiços para a praia da Oura Leste, à reparação de acessos, para as praias de Olhos de Água, Maria Luísa, Santa Eulália, Manuel Lourenço, Galé e Galé Oeste e a uma rampa de pescadores na praia de Olhos de Água.

Ao município de Portimão, serão destinados 65 mil euros para a mobilização de areias para as praias da Rocha, Três Castelos, Vau e Alvor e para a reparação de passadiços, na praia do Alvor.

No concelho de Loulé, serão investidos 52 mil euros na mobilização de areia e na reparação de redes de água, para a praia de Quarteira, e na reparação de acessos às praias de Quinta do Lago e Vale do Lobo.

O concelho de Tavira contará com um apoio de 58.090 euros, destinados à mobilização de areias para as praias do Barril e Cabanas, e à reparação de acessos e passadeiras nas praias de Tavira, Barril e Cabanas.

O Fundo Ambiental destinou 47.432 euros para o município de Lagoa, o qual será investido na reparação de passadiços na praia de Vale Olival, na reparação de acessos para as praias de Vale Olival, Senhora Rocha e Vale Centeanes, na sinalização de várias zonas balneares, numa rampa de pescadores na praia da Senhora Rocha e ao balizamento de zonas de risco, na praia de Benagil.

O município de Vila Real de Santo António terá direito a um apoio de 25.889 euros, para a reparação de passadiços nas praias da Lota e Manta Rota e reparação de passadeiras na praia de Manta Rota.

Em Silves, serão investidos 6.825 euros na mobilização de areias para a praia de Armação de Pêra, na abertura de uma lagoa costeira na praia de Lagoa de Alcantarilha e na reparação de passadiços na praia de Armação de Pêra.



Comentários

comentários