Jornal diariOnline Região Sul

Pedro Cary e Alexandre Costa distinguidos no Dia do Município de Loulé

Decorreu na manhã da passada quinta-feira aquele que foi um dos momentos altos do Dia do Município de Loulé: a Cerimónia Solene dos Agraciados. Este ano foram dois os distinguidos com a Medalha de Mérito Municipal – Grau Ouro: o jogador de Futsal Pedro Cary, um louletano que se tem destacado no panorama desportivo, e Alexandre Costa, diretor da Escola Secundária de Loulé, distinguido, em 2010, com o Prémio Nacional de Professor, que não tendo raízes em Loulé tem tido um papel muito importante no contexto educativo concelhio.

Como referiu o presidente da Autarquia, os dois Agraciados “são bem o espelho da riqueza humana que nos engrandece e que, pela força do seu exemplo profissional, não só nos deixaram uma marca como nos estimulam a seguir os seus trajetos de excelência”.

O autarca sublinhou o espírito agregador da comunidade louletana que tão bem acolhe quem não nasceu neste território mas que escolhe Loulé para viver ou trabalhar.

Pedro Cary distinguido pela Câmara Municipal de Loulé

“O Pedro nascido em Loulé e o Alexandre vindo de fora constituem um belo exemplo de como uma comunidade sã e adulta deve viver e trabalhar. É precisamente esta capacidade de articulação virtuosa entre a raiz local e a abertura e aceitação daquele que vem de fora que nos engrandece, enriquece e humaniza”, sublinhou Vítor Aleixo.

Ausente da cerimónia por encontrar-se em competição, o jogador Pedro Cary fez-se representar na sessão pela sua mãe e pelo seu irmão. Já Alexandre Costa, recebeu das mãos do presidente da Câmara a medalha e deixou algumas considerações sobre o seu percurso pessoal e profissional.

“Tenho tido a sorte de trabalhar com pessoas boas. Tenho uma escola que me tem apoiado”, considerou o homenageado.

Alexandre Costa distinguido pela Câmara Municipal de Loulé

O responsável da Escola Secundária de Loulé sublinhou ainda o seu percurso de vida dedicado ao trabalho e destacou a influência de duas organizações na sua formação enquanto Homem, os Escuteiros e o Movimento Rotário.

Recorde-se que a atribuição de Medalhas de Mérito é uma iniciativa que a Câmara Municipal de Loulé realiza desde 1993, tendo sido já entregues 115 medalhas.

Os Agraciados de 2018

Pedro Miguel Fangueiro São Payo Cary nasceu a 10 de Maio de 1984. É Licenciado em Educação Física pelo Instituto Dom Afonso III desde 2008. De origens louletanas, é jogador de Futsal no Sporting Clube de Portugal e da Seleção Nacional ao serviço da qual sagrou-se campeão europeu no passado dia 10 de fevereiro, na Eslovénia, onde marcou 4 golos e obteve a sua 143.ª internacionalização.

É também sub-capitão da Seleção Nacional. Cedo o seu percurso se cruzou com o desporto. Atleta nato, primeiro como jogador de Ténis no Clube Ténis de Loule, onde inicia com 5 anos de idade. Concilia esta atividade com a prática de Futebol nas escolas da Câmara, e em seguida no Louletano Desportos Clube. Conquista variadíssimos títulos algarvios, nomeadamente em Ténis, e somente aos 15 anos ingressa na prática de Futsal nos Falcoes (1999).

Em seguida ingressa na Casa do Benfica de Loulé onde termina a sua fase de formação e se inicia como sénior. As Fontainhas foram o clube que se seguiu e onde se mostrou nas divisões inferiores do Futsal nacional (2004-2006). Seguiu se um ano em Melilla (Espanha) para disputar a 3ª divisão, e onde frequentou o 4º ano do Curso de Desporto.

No ano de 2007 ingressa no Clube de Futebol Os Belenenses, onde se torna profissional de Futsal, realiza o estágio e ultimo ano do curso de Educação Física e Desporto iniciado em Loule. Conquista o seu primeiro título nacional, Taça de Portugal (2009/10). É chamado pela primeira vez aos trabalhos da Seleção Nacional (22 de janeiro de 2008) pelo selecionador Orlando Duarte, sendo o mesmo, responsável pela sua contratação na época de 2010/11, onde passa a representar o Sporting Clube de Portugal, clube onde se mantem até hoje. Até então conquistou 5 campeonatos nacionais, 4 taças de Portugal, 3 supertaças, 2 taças da Liga, 3 taças de Honra Associação de Futebol de Lisboa. O ponto alto da sua carreira foi a recente conquista do Campeonato Europeu ao serviço da Seleção Nacional na Eslovénia.

Alexandre Costa é o presidente do Conselho Executivo da Associação Europeia para o Ensino da Astronomia (EAAE) e diretor da Escola Secundária de Loulé. Em Portugal tem estado envolvido em diversos projetos educacionais, nacionais e internacionais, em especial nas áreas de Física e Astronomia. Tem participado na coordenação técnica da construção de Exposições Permanentes de Centros de Ciência (nomeadamente como responsável principal da reconstrução do Centro Ciência Viva do Algarve) e na dinamização de atividades de promoção da Ciência, nomeadamente exposições temporárias e dinamização de planetários portáteis por todo o continente e ilhas. Tem, desde 1998, sido formador de muitos cursos de formação de professores da EAAE na Europa.

Foi emissário da UNESCO para o lançamento dos Cursos NASE da União Astronómica Internacional (IAU) para a formação de professores na área da astronomia em países emergentes na América do Sul (Equador e Peru) em julho de 2009. Posteriormente participou na adequação e participou como formador no lançamento dos mesmos cursos em África (no Gana) em janeiro de 2013. Faz parte da organização desde a génese das Olimpíadas de Astronomia para alunos, tendo sido presidente da Comissão Organizadora entre 2006 e 2009.

É autor de manuais didáticos de Física, Química e Astronomia e é autor diversos livros e publicações, quer na área da educação quer para o público em geral. A Câmara Municipal de Beja concedeu-lhe a Medalha de Mérito Municipal (grau prata) em 2000. Em 2005, no Ano Internacional da Física, a Sociedade Portuguesa de Física atribuiu-lhe o Prémio Rómulo de Carvalho, destinado a distinguir o melhor professor de física do ensino não superior português e, em 2010, recebeu, do Ministério da Educação, o Prémio Nacional de Professor.


Comentários

comentários