Jornal diariOnline Região Sul

Taxa de ocupação no Algarve registou descidas em junho

De acordo com a AHETA - Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve, ainda que os dados sejam provisórios, comparativamente a 2017, o mês de Junho de 2018 apresentou variações negativas nas unidades de alojamento do Algarve, excepção feita à zona de Vilamoura / Quarteira / Quinta do Lago.

A taxa de ocupação global média/quarto foi de 79,0 por cento, menos 4,5% que no mesmo período do ano anterior.

Quanto aos mercados que apresentaram as maiores descidas foram o britânico (-11,2%), o alemão e o irlandês (ambos com -19,7%).

No que concerne às zonas geográficas, as maiores descidas verificaram-se em Lagos / Sagres (-14,1%) e Monte Gordo / VRSA (-12,5%). A zona de Vilamoura / Quarteira / Quinta do Lago registou uma subida de 7,1%. Albufeira, a principal zona turística, registou uma descida de 3,9%.

Relativamente ao volume de vendas subiu 2,1 por cento durante o mês face ao período homólogo.

Em suma, desde o início do ano a taxa de ocupação / quarto regista uma descida de 2,1% enquanto que o volume de negócios regista um aumento de 3,7%.

Saliente-se que a AHETA - Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve é um órgão associativo que integra os interesses dos hotéis e dos empreendimentos turísticos da região, dando assim expressão à diversidade da oferta e ao amadurecimento dos interesses empresariais do turismo algarvio e da unidade para a sua afirmação e defesa.



Comentários

comentários