Jornal diariOnline Região Sul

Estudantes chumbam aumento de propinas

Após reunião de Conselho Geral da Universidade do Algarve, este órgão viu ser chumbada a proposta de aumento de propinas apresentada pelo Magnifico Reitor.

O aumento de propina para o ano letivo 2018/2019, irá apenas ser de acordo com a taxa de inflação, obrigatório por lei quando um aumento de propinas não é aprovado. (1,47% equivalente a 14€ a somar aos 976€ que atualmente se pratica)

A Associação Académica da Universidade do Algarve (AAUAlg) defende há muito a “Propina 0” ainda que tenha consciência de que existe um longo caminho a ser percorrido no panorama nacional para que tal seja consomado no Ensino Superior, e para que Portugal se possa equipar a outros países mais desenvolvidos, onde o Ensino Superior é gratuito.

“A prova da defesa desta máxima é a Constituição da Republica Portuguesa que claramente integra este ponto mas que os seus decisores políticos recorrentemente não a fazem cumprir”, explicam os estudantes.

“Foi deliberada esta posição em consonância, com os alunos presentes em Assembleia Magna, onde estes concordaram em discordar desta proposta tão violenta de aumento de propinas, ao defenderem não ter conhecimento para onde iria ser canalizada a receita do eventual aumento e por não terem condições de suportar mais este aumento.

Esta posição, reflete a opinião comum das restantes Associações Académicas a nível nacional, ao afirmarem que, o Ensino Superior deverá sempre ser para todos e não para poucos, como cada vez mais se sucede. Um Ensino Superior elitista e só acessível para quem tem uma qualidade de vida média-alta”, argumenta a Associação Académica da UAlg.

Os estudantes da Universidade do Algarve lembram que

“um agregado familiar não consegue suportar uma despesa de 6500€ anual quando o seu rendimento é de 6862,40€ ou ligeiramente superior a este valor.

A AAUAlg assume-se manifestamente contra esta situação para a qual caminhamos a passos largos, que é: um Ensino Superior cada vez elitizado”.


Comentários

comentários