Jornal diariOnline Região Sul

Ex-marido suspeito de esfaquear mulher foi detido após operação de caça ao homem

O Comando Distrital de Faro da Polícia de Segurança Pública informa em comunicado que na passada terça-feira, através da Esquadra de Investigação Criminal de Faro, procedeu à detenção de 1 cidadão de nacionalidade portuguesa, com 58 anos de idade, por violência doméstica.

Na passada quinta-feira, pelas 13h00, o suspeito, ex-marido de uma mulher de 59 anos, desferiu 5 facadas na zona lombar da vítima, quando esta descia as escadas do prédio de habitação em que residia. Na sequência do referido ataque, um homem que passava na rua ouvira os gritos aflitos de pedido de ajuda e socorro tendo-se, de imediato, aproximado do local, motivando assim a fuga do agressor. Num verdadeiro acto de cidadania, auxiliou ainda a vítima, num primeiro momento e activou telefonicamente os meios de socorro e de polícia.

Posteriormente foi montado um dispositivo, no terreno, envolvendo várias valências policiais, não tendo sido possível interceptar e deter o autor do ilícito criminal, pese embora a continuação de variadas diligências no sentido de apurar as causas do mesmo e com vista a capturar o seu autor, procedendo-se a diversas entrevistas de proximidade e realizando a gestão do local do crime.

Deste modo, a PSP anuncia a detenção do suspeito, salientando que tal surge na sequência de uma investigação relâmpago desenvolvida pela referida Esquadra de Investigação Criminal, atendendo a que se tratava de crime de investigação prioritária e cujo autor já tinha antecedentes por este tipo de crime. Em estreita colaboração com a autoridade judiciária local, a PSP obteve e deu cumprimento a um mandado de detenção que havia sido emitido.

Realça a PSP que o detido foi presente à Autoridade Judiciária no dia de hoje tendo-lhe sido aplicada a medida de coacção de prisão preventiva.

Com esta detenção o Comando Distrital de Faro da PSP acredita ter reforçado a tranquilidade pública e sentimento de segurança da população residente, reiterando que nos manteremos com especial atenção a este e outros fenómenos criminais.

Na sua missiva, a PSP aproveita para relevar a pertinência da participação da comunidade na partilha e comunicação de situações criminais certamente merecedoras do nosso conhecimento e atenção, com vista a um combate mais eficaz do crime culminando com a detenção dos seus autores.



Comentários

comentários