Agricultura nacional cresce e exporta mais

De acordo com dados do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, a agricultura portuguesa volta a surpreender pela positiva, registando valores de crescimento económico em 2017 que superam as expectativas.

O Valor Acrescentado Bruto cresceu 6,5% em relação a 2016 e o volume do Produto Agrícola Bruto aumentou 3,8%, enquanto que as exportações do setor agroalimentar registaram um acréscimo em valor de 8,3% face ao ano anterior.

Pub

“São números muito animadores para o setor, para o país e para o Governo”, considera o Secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, que tenciona analisar a prestação agricultura portuguesa hoje a partir das 17h00, durante a Sessão de Abertura da 1ª Feira do Biológico e da Natureza - Aldeia Bio, em Vila Maior, São Pedro do Sul.

“A importância de ter uma estratégia de profissionalização, inovação e aposta no mercado, procurando acrescentar valor à produção, são fatores de importância vital para manter e acentuar a dinâmica do setor e a melhoria do rendimento dos agricultores”, sublinha Luís Medeiros Vieira.

Apesar de 2017 ter sido um ano de seca, a fruticultura registou acréscimos de produção, com recordes na produção de maçã, kiwi e amêndoas, enquanto o azeite produzido quase chegou a 1,5 milhões de hectolitros, outro valor máximo alcançado. O vinho, que exporta anualmente cerca de 1.000 milhões de euros, registou um excedente de 624 milhões de euros, mais 32,6 milhões do que em 2016.



Pub
Mais em Economia
Procura por veículos elétricos continua a crescer face ao ano passado

Com uma dinâmica de mercado de 3% em abril, verifica-se uma diminuição geral de -20% da procura e de -24% na oferta de veículos usados, face

Passagem dos ‘120 Anos de Triumph’ no Mar Shopping Algarve

A Triumph Portugal assinala a passagem do 120º aniversário da marca com uma exposição no Mar Shopping Algarve alusiva ao tema

Esperio: O banho de sangue de Wall Street pode abrir caminho para a Europa

A ameaça de um declínio perceptível nos lucros corporativos devido à escassez de dinheiro livre induzida pela inflação para os consumidores

Inflação atinge recorde de 8,1% na UE

Taxa de inflação homóloga da zona euro manteve-se estável nos 7,4% em abril, face a março, segundo informa o Eurostat.