Jornal diariOnline Região Sul

Onda de calor causou 500 mortes

Segundo a diretora-geral da saúde, Graça Freitas, a onda de calor causou cerca de 500 mortes, tendo o INEM registado um número elevado d chamadas nos dias 5, 6 e 7 de agosto.

De acordo com a responsável pela DGS, estes dados constituem “uma análise muito bruta”, uma vez que ainda é necessário analisar “mortes esperadas numa determinada quinzena e aquelas que de facto se observam”.

Apesar da onda de calor que se verificou, a diretora-geral da saúde salienta que é ainda necessário apurar as causas destes óbitos.

De resto, o INEM registou um aumento de 20% nas chamadas durante a onda de calor, o que equivale a um aumento médio de 764 chamadas a mais por dia.


Comentários

comentários