Jornal diariOnline Região Sul

Futebol: Farense arranca percurso na II Liga sem fazer promessas

O Farense inicia hoje, sábado, 11, com uma receção ao Famalicão, o seu percurso na II Liga de futebol, após uma ausência de dois anos, sem fazer promessas nem estabelecer objetivos concretos. O técnico, Rui Duarte, promete convencer adeptos com trabalho.

“Eu não posso fazer promessas. A única promessa que posso fazer é trabalho e tentar discutir os três pontos em cada jogo. Qualquer farense, qualquer simpatizante e qualquer sócio vai rever-se na equipa, porque a equipa vai lutar sempre pelos três pontos”, disse o treinador, na sexta-feira, na conferência de imprensa de antevisão da partida.

Rui Duarte recusou “fazer futurologia”, porque isso “não faz parte” da identidade da equipa, que competirá numa liga “extremamente difícil”, contra “adversários que têm argumentos fortes”.

“Vamos ser competitivos, vamos lutar muito por aquilo que queremos, sem estar a fazer grandes planos a seis, sete, oito ou nove meses. O nosso foco é o próximo jogo e depois o outro a seguir”, salientou.

O treinador do Farense afirmou-se “muito contente” com o grupo que tem à disposição e destacou os jogadores que transitaram, “em grande número e que dão garantias” para, em conjunto com os reforços, constituir “uma família forte” para ultrapassar os obstáculos.

Depois de, na Taça da Liga, a equipa algarvia não ter marcado qualquer golo, Rui Duarte não se mostrou preocupado. “Criámos inúmeras oportunidades. Não estou minimamente preocupado, porque as criámos. Mas temos de ter uma mentalidade mais agressiva, de eficácia, de acreditar que podemos fazer”, declarou.

Hoje, frente ao Famalicão (17:00 horas), o objetivo é iniciar a II Liga com um triunfo e deixar marca no Estádio de São Luís.

“Era bonito e importante começarmos com uma vitória. Por aquilo que vivemos num passado recente e para tentar fazer da nossa casa – e tenho a certeza de que vai ser – um dos pontos fortes da nossa equipa”, concluiu Rui Duarte.



Comentários

comentários