Tribunal suspende exploração de hidrocarbonetos em Aljezur

"Hoje é um dia memorável para o Algarve, para os movimentos anti-petróleo, para o País e para todos os que se empenharam nesta causa" diz a Plataforma Algarve Livre de Petróleo (PALP) que interpôs uma Providência Cautelar no Tribunal de Loulé tendo hoje sido conhecida a decisão.

O Tribunal de Loulé decidiu assim suspender a Licença TUPEM (Título de Utilização Privativa do Espaço Marítimo) para prospeção, que havia sido atribuída ao consórcio ENI/GALP, impedindo assim o prosseguimento de quaisquer trabalhos de prospeção ou execução ao largo de Aljezur.

Pub

"O que temos a certeza é que, enquanto não houver decisão de outro tipo, o consórcio ENI/Galp não pode fazer o furo. Esta era a nossa linha da frente da luta e agora temos de esperar pelos próximos desenvolvimentos. É provável que as empresas recorram, mas para já ganhamos este processo e está parado", diz Ana Matias da PALP.



Pub
Mais em Ambiente
Infraquinta implementa e certifica Sistema de Gestão de Energia

Durante a manhã de hoje, dia 25 de maio de 2022, e no âmbito do…

Sistema de recolha de biorresíduos no concelho de Lagos

A Câmara Municipal de Lagos aprovou, na sua última reunião, o Estudo para o Desenvolvimento…

Escola Padre Cabanita instala sistema de tratamento de águas para rega

No âmbito de uma candidatura à primeira edição do concurso “Eficiência Hídrica na Escola”, foi…

“Caminhada no Algarvensis” celebra Semana Europeia de Geoparques

Albufeira, no âmbito da Semana Europeia de Geoparques, que decorre de 21 de maio a…