Jornal diariOnline Região Sul

Feira da Dieta Mediterrânica anima Tavira com mais de 100 propostas em quatro dias

Apresentação da Feira da Dieta Mediterrânica de 2018

Uma centena de propostas e atividades compõem a agenda da VI Feira da Dieta Mediterrânica, que durante quatro dias, entre 6 e 9 de setembro, colocará Tavira “em clima de festa permanente”.

Provas gastronómicas e petiscos, música e outras artes performativas, um mercado de produtores, mostras botânicas, poesia, exposições, projeções, visitas ao património e a coleções de fruteiras são algumas das atividades previstas.

A feira, espalhada por sete locais de Tavira, contará ainda com stands institucionais, aconselhamento nutricional e cardiovascular, atividades físicas promovidas por ginásios e conversas sobre temáticas relacionadas com a dieta mediterrânica.

Pelo centro histórico de Tavira, ao longo das margens do rio Gilão e na colina genética do alto de Santa Maria, a feira promete “um clima de festa permanente”, de acordo com o presidente da Câmara Municipal de Tavira.

“A edição deste ano segue na linha do ano passado”, revelou hoje Jorge Botelho, na apresentação da iniciativa, em conferência de imprensa realizada no salão nobre dos paços do concelho.

O objetivo continua a ser a transmissão dos valores ancestrais da dieta mediterrânica, promovendo um estilo de vida que permite a afirmação do Algarve como destino “diferenciador e a todo o ano”.

Na sua 6.ª edição, a Feira da Dieta Mediterrânica «ganha» mais um espaço – o mercado municipal, onde se realizarão demonstrações gastronómicas e estará patente uma exposição de fotografia – e inclui na agenda mais atividades para o público infantojuvenil.

Carminho

Em termos musicais, destaque para os concertos de António Zambujo (6 de setembro), do andaluz Diego El Cigala, figura destacada do flamenco (7), Carminho (8) e Agir (9), todos na praça da República e com entrada livre.

Os italianos Mascarimiri, os gregos Ria Ellinidou & Band Colours of Greece, a andaluza Rocío Marquez e os marroquinos Aywa, o quarteto Ensemble Med, a pianista andaluzia Penelope Carrasco e os Suono Cantabile também vão atuar noutros palcos da feira, cujo programa musical inclui ainda ranchos folclóricos, grupos etnográficos e fado.

A gastronomia mediterrânica estará disponível nos cinco restaurantes e tascas situados na Praça da Convivialidade e no parque do Palácio da Galeria, mas pela cidade e concelho estão espalhados 35 restaurantes que também aderiram à feira, apresentando menus dedicados à dieta mediterrânica.

O programa completo, com as mais de 100 iniciativas previstas, está disponível em www.cm-tavira.pt e http://dietamediterranica.net.

A apresentação da VI Feira da Dieta Mediterrânica contou também com a presença de representantes de várias das entidades parceiras, como Francisco Serra (presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional), Fernando Severino (diretor regional de Agricultura e Pescas), João Fernandes (presidente do Turismo do Algarve) e Alexandra Gonçalves (diretora regional de Cultura) e Ana de Freitas (vice-reitora da Universidade do Algarve).

A feira resulta da inscrição da dieta mediterrânica na lista do Património Cultural Imaterial da Humanidade da UNESCO, em 4 de dezembro de 2013, em Baku (Azerbeijão), com a inclusão de Portugal e da sua comunidade representativa, Tavira.



Comentários

comentários