Jornal diariOnline Região Sul

Não se esforce em demasia: dores nos pés podem ser sinal de fasceíte plantar

É muito comum ouvirmos alguém dizer que tem dores nos pés, ou até mesmo que sente dores fortes no calcanhar enquanto caminha. A explicação é simples: podemos estar perante a fasceíte plantar, uma das causas mais comuns de dor na planta do pé, que se caracteriza por uma inflamação de um tecido designado por fascia plantar.

Este fenómeno ocorre sempre que existe uma elevada tensão ou um uso excessivo da fáscia plantar, o que acaba por provocar dores, rigidez, formigueiro, e até mesmo dificuldades ao caminhar. Sempre que sentir, de forma contínua, este tipo de sintomas, deverá consultar um Podologista ou Podiatra para proceder ao correto diagnóstico, que passa por uma avaliação clínica do pé ao nível articular, muscular, vascular e de exploração biomecânica.

Após a identificação da presença de fasceíte plantar, as opções de tratamento são a laserterapia, a ortopodologia, a fisioterapia ou até a cirurgia.

Quando falamos em causas, vários são os fatores que potenciam o surgimento desta condição, entre os quais se destacam: a idade, sendo esta condição comum em pessoas entre os 40 e os 60 anos; a obesidade, dado que o peso excessivo provoca sobrecarga muscular e articular, o que favorece o aparecimento da dor; alterações biomecânicas, como o pé plano, pé cavo, primeiro raio plantar flexionado, entre outros; o uso de calçado inadequado, principalmente aquele que não oferece apoio suficiente à curvatura do pé, como os sapatos de sola macia; a atividade profissional, onde se dá maior relevo às profissões que impliquem a manipulação de cargas; e por fim o exercício físico, sejam corridas de longa distância, ballet e outros tipos de dança, ou até mesmo a prática excessiva e incorreta de qualquer atividade desportiva.

Não sendo possível prevenir ou atenuar causas como a idade ou as alterações biomecânicas do pé, existem algumas recomendações que podem fazer a diferença relativamente aos restantes fatores. São elas:

§  Manter o seu peso dentro dos valores normais, através da adoção de um estilo de vida saudável, tanto a nível alimentar como no que à atividade física respeita;

§  Moderar a intensidade com que realiza alguns exercícios físicos ou desportos, ou esforços no trabalho, de modo a não prejudicar a saúde dos seus pés;

§  Consultar um Podologista ou Podiatra antes de iniciar qualquer atividade física, para ter conhecimento acerca do seu tipo de pé e para o aconselhar sobre qual o calçado mais apropriado.

O Centro Clínico do Pé – Dra. Fátima Carvalho, localizado na Unidade de Cuidados Integrados da Santa Casa da Misericórdia de Amarante, tem como missão proporcionar um serviço de excelência na prestação de cuidados de podologia que garantam a saúde e bem-estar do pé.

* Podologista responsável pelo Centro Clínico do Pé



Comentários

comentários