Jornal diariOnline Região Sul

Águas do Algarve investe na reabilitação de sete estações elevatórias de Faro e de Olhão

Nova ETAR Faro/Olhão

A Águas do Algarve adjudicou ontem, quinta-feira, a empreitada de reabilitação de sete Estações Elevatórias de Águas Residuais (EEAR) de Faro e de Olhão, que representará um investimento de 3,8 milhões de euros.

A necessidade de obras de reabilitação acontece “após duas décadas de funcionamento, quer pelas deficiências existentes, quer pelo avançado estado de degradação que atualmente se constata e que é comum às sete estações elevatórias de águas residuais”, justificou, em comunicado, a Águas do Algarve.

As EEAR alvo de intervenção nesta empreitada serão as seguintes: no concelho de Faro - Estação Elevatória da EVA, Estação Elevatória Bombeiros; Estação Elevatória de São Francisco; Estação Elevatória Ferragial; Estação Elevatória Final Lavadeiras; no concelho de Olhão - Estação Elevatória 11 de Março e Estação Elevatória do Mercado.

Estes equipamentos foram integrados no Sistema Multimunicipal de Saneamento do Algarve: as infraestruturas situadas no concelho de Faro entraram em funcionamento no ano de 1999 e as situadas no concelho de Olhão iniciaram a sua atividade no ano de 1991.

As estações elevatórias integram os subsistemas que afluirão à nova Estação de Tratamento de Águas Residuais de Faro-Olhão, atualmente em construção e que representa, em conjunto com o Sistema Elevatório de Olhão-Faro, um investimento de 21 milhões de euros.

No âmbito do projeto de reabilitação das estações elevatórias, prevê-se a substituição de equipamentos obsoletos e deteriorados que originam paragens do sistema e descargas no meio hídrico; otimização do sistema de desodorização para resolver os problemas existentes e as reclamações recorrentes; otimização do sistema de gradagem com a instalação de novas grades com malha reduzida; instalação de gerador de emergência para garantir a continuidade do serviço prestado; substituição dos quadros elétricos existentes, que se encontram desatualizados e deteriorados pelo uso e ação do ambiente inerente ao local de instalação; substituição dos equipamentos de elevação de cargas; interligação das instalações com a telegestão do saneamento; e reabilitação dos arranjos exteriores para fazer face às intervenções referidas.

A obra foi adjudicada à empresa Aquino Construções, SA, pelo valor global de 3.824.953,59 euros. O prazo de execução da empreitada é de um ano.

A Águas do Algarve salientou, em comunicado, que até 30 de setembro não serão realizados trabalhos significativos nas Estações Elevatórias do Mercado, situada em Olhão, e dos Bombeiros, em Faro, e até 15 de novembro na Estação Elevatória de São Francisco, uma vez que estão localizadas em zonas com grande impacto sazonal e de atividades periódicas com ocupação de espaço.

As intervenções terão início nas Estações Elevatórias Final (Lavadeiras) e Ferragial (IPJ), ambas situadas no concelho de Faro, consideradas as instalações com “maior urgência e compatíveis com as limitações anteriores”.



Comentários

comentários