Jornal diariOnline Região Sul

«Marinheiros de Esperança» do CHUA visitam navio-escola Sagres

NRP Sagres

Crianças, pais e profissionais dos serviços de Pediatria das unidades de Faro e Portimão do Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA) vão visitar o navio-escola Sagres, no âmbito do programa «Marinheiros de Esperança».

A visita à embarcação, que estará ancorada no cais comercial de Faro, realiza-se na quinta-feira, 6, após a grande viagem efetuada este ano por este navio-escola da Marinha Portuguesa pela costa leste dos Estados Unidos e Canadá.

O convite surgiu na sequência da participação das unidades pediátricas do Centro Hospitalar Universitário do Algarve no projeto «Marinheiros de Esperança», que nasceu inspirado nos 700 anos da Marinha Portuguesa e resultou na edição de um livro que ilustra, com desenhos realizados pelas crianças e jovens internados nos Serviços de Pediatria do Sistema Nacional de Saúde, as aventuras do navio-escola Sagres, “destacando de forma criativa os principais momentos desta íntima relação de Portugal com o mar”.

A ideia para a concretização deste projeto surgiu através da iniciativa de Emília Dias da Costa, Francisco Espregueira Mendes e Miguel Marques, que, inspirados nas comemorações dos 700 anos da criação formal da Marinha Portuguesa, decidiram dedicar uma ação de voluntariado inserida em programas pedagógicos para crianças que se encontram internadas em pediatrias.

Não se esgotando na edição do livro, o projeto promovido pela Marinha Portuguesa, que lançou o desafio às crianças internadas nos hospitais para serem elas os verdadeiros heróis desta aventura, garantiu ainda a disponibilização online dos trabalhos de pintura no website do projeto «Marinheiros de Esperança» e na página criada para o efeito na rede social facebook.

Para além das crianças, dos profissionais de saúde e das responsáveis pelo setor de Educação dos serviços de Pediatria do Centro Hospitalar Universitário do Algarve, a visita ao navio-escola Sagres vai contar ainda com a presença de representantes do serviço de Pediatria do Hospital de Portalegre, que também participou no projeto, da Marinha Portuguesa, e da assessora do presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar de São João, Ana Maria Príncipe, uma das argumentistas e coordenadora do projeto «Marinheiros de Esperança».



Comentários

comentários