Jornal diariOnline Região Sul. O seu portal de notícias Algarve e Alentejo Portugal

Projeto «Artesãos do Século XXI» gera mais três produtos

Balsa, Osia e Tríade são os novos produtos lançados agora no mercado, resultantes da iniciativa «Artesãos do Século XXI», promovida pelo Projecto TASA, sediado em Loulé.

O objetivo passa por “agir pela sustentabilidade das técnicas de entrelaçados com fibras vegetais, ancestralmente ligadas ao património do Algarve e em risco de extinção nesta região”.

Os novos produtos de design surgem no âmbito de uma intervenção que envolveu seis aprendizes, seis mestres artesãos dos entrelaçados, artesãos de outros ofícios e ainda um prémio de inovação nos entrelaçados.

Os entrelaçados executados com as técnicas da empreita, malha e tabua são os protagonistas da nova criação e surgem das mãos das artesãs, entretanto integradas na equipa do Projecto TASA.

O cadeirão de tábua Osia recupera a tradição algarvia de tecer os assentos de estruturas simples de madeira recolhida no campo para executar peças de mobiliário elementar para a casa, numa homenagem aos cesteiros de uma aldeia isolada e envelhecida na serra do Algarve que diziam sentir “osia” (companhia) com a presença dos aprendizes do curso «Artesãos do Século XXI».

A Balsa é inspirada na mala que servia para os camponeses levarem a merenda para a jornada de trabalho na agricultura e pastorícia, introduzindo o cabedal que se entrança com a palma através de cortes com ângulos ajustados para a execução da empreita.

O Tríade Set, do estudante de design Miguel Amaral, foi o vencedor do Prémio TASA Inovação nos entrelaçados. Trata-se de um conjunto de três taças de cerâmica para transportar num prático tabuleiro, útil para servir entradas, especiarias, frutos secos ou mesmo para arrumar pequenos objetos.

O Projecto TASA acredita que a forma de manter estes ofícios ativos passa pela “criação de soluções atuais ao nível dos objetos, pela capacitação de uma nova geração de artesãos que faça desta atividade uma profissão, por consciencializar para o valor cultural, ambiental e social da atividade”.

Além dos produtos, a marca Projecto TASA surge com uma nova embalagem, rotulagem e comunicação, na forma de manifesto pela defesa do valores da sustentabilidade convidando o consumidor a tornar-se num parceiro da missão de valorizar e salvaguardar as artes tradicionais.

Os novos produtos podem ser vistos entre 20 e 23 de setembro no mercado de design The Pitch Market, em Lisboa, na loja do Projecto TASA em Loulé ou na loja online.



Exit mobile version