2.761 doentes encaminhados para a Via Verde do AVC – INEM

O Dia Mundial do Acidente Vascular Cerebral (AVC) assinala-se amanhã, 29 de outubro e no sentido de alertar a população para os sintomas do AVC e procedimentos a tomar, o INEM - Instituto nacional de Emergência Médica aconselha a utilização do Número Europeu de Emergência – 112 nos casos em que os sinais e sintomas do AVC estejam presentes.

Falta de força num braço, boca ao lado ou dificuldade em falar são sinais e sintomas que podem indicar a ocorrência de um AVC. Se estes sinais forem reconhecidos, ligue o Número Europeu de Emergência - 112, é a atuação mais adequada, pois a rápida intervenção médica especializada é vital para o sucesso do tratamento e posterior recuperação do doente.

Pub

Recorde-se que em 2018 o INEM registou 2.761 casos de AVC encaminhados para a Via Verde do AVC, uma média de 9 casos por dia. Os distritos de Porto e Lisboa registaram o maior número destes encaminhamentos, com 585 e 548 casos, respetivamente.

A estatística indica ainda que o Centro Hospitalar Lisboa Central – Hospital de São José (230) e o Centro Hospitalar Lisboa Norte – Hospital de Santa Maria (223) em Lisboa, Centro Hospitalar Universitário de S. João, EPE - Hospital de São João (218) no Porto, Hospital de Braga (215), e o Centro Hospitalar Tâmega e Sousa – Hospital Padre Américo em Penafiel (143) receberam o maior número de casos encaminhados pela Via Verde do AVC.

As estatísticas dizem que em 2015 foram registados 3115 casos, em 2016 foram 3386, em 2017 foram 3164 e até dia 25 de outubro deste ano foram registados 2761 casos de AVC.

O AVC continua a ser uma das principais causas de morte em Portugal, sendo também a principal causa de morbilidade e de potenciais anos de vida perdidos no conjunto das doenças cardiovasculares. As primeiras horas após o início dos sintomas de AVC são essenciais para o socorro da vítima, pois é esta a janela temporal que garante a eficácia dos principais tratamentos.

Pub

O INEM aconselha, por isso, os cidadãos a ligar 112 sempre que as vítimas de doença súbita apresentem os sinais e sintomas do AVC de modo a reduzir o número de doentes com esta patologia que recorrem aos hospitais pelos seus próprios meios, situação que, na maior parte dos casos, atrasa o início do tratamento da doença, reduzindo a sua eficácia.

Desde que esta Via Verde foi criada, em 2006, mais de 32 mil doentes (32.895) puderam beneficiar de um melhor tratamento.

O AVC é um défice neurológico súbito, motivado por isquemia (deficiência de irrigação sanguínea) ou hemorragia no cérebro. Para prevenir a doença, devem ser adotados hábitos de vida saudáveis, evitar-se o tabaco e a vida sedentária e ter especial atenção a doenças como a hipertensão, diabetes ou arritmias cardíacas.

Sobre o INEM

O INEM é o organismo do Ministério da Saúde responsável por coordenar o funcionamento, no território de Portugal Continental, de um Sistema Integrado de Emergência Médica, de forma a garantir aos sinistrados ou vítimas de doença súbita a pronta e correta prestação de cuidados de saúde.

A prestação de socorros no local da ocorrência, o transporte assistido das vítimas para o hospital adequado e a articulação entre os vários intervenientes do Sistema, são as principais tarefas do INEM. Através do Número Europeu de Emergência – 112, este Instituto dispõe de múltiplos meios para responder a situações de emergência médica.

Pub

Pub
Mais em Saúde
Varíola dos macacos: Dinamarca e França avançam vacinação

As autoridades de saúde francesas recomendaram esta terça-feira o início da vacinação dos contactos de…

Argentina perante o primeiro caso suspeito de varíola dos macacos

Nenhum caso positivo confirmado da doença foi registado na América Latina até ao momento O…

Portugal é o primeiro país a sequenciar genoma do Monkeypox

Vírus está na origem de um recente surto que afeta vários países onde a infeção…

Monkeypox
Novos casos confirmados do vírus Monkeypox chegam ao Algarve

O número de casos confirmados do vírus Monkeypox subiu hoje para 37, distribuídos pelas regiões de Lisboa e Vale do Tejo, Norte e Algarve,