Jornal diariOnline Região Sul. O seu portal de notícias Algarve e Alentejo Portugal

Estabelecimento Prisional de Silves com oficina da TECNIDELTA

No dia 26 de novembro, pelas 10.30 horas, terá lugar no Estabelecimento Prisional de Silves (Rua Oliveira Guerrilha – Silves) a Cerimónia de Inauguração da nova Torre de Vigilância, da Messe de Funcionários e de Instalações Oficinais da TECNIDELTA, bem como a Assinatura de Protocolo com a TECNIDELTA.

Os atos solenes que serão presídios pelo Diretor Geral de Reinserção e Serviços Prisionais, Dr. Celso Manata.

A nova Torre de Vigilância, que substitui uma outra desconfortável e desajustada das necessidades, permite maior eficiência e rapidez de intervenção, tanto ao nível da segurança preventiva como da reativa, e melhores condições de trabalho.

A Messe de Funcionários - dotada de copa, de cozinha e de espaço para refeições – vem permitir que os trabalhadores tomem as suas refeições com a comodidade e dignidade que o anterior espaço (adaptado, após obras, a secretaria e sala de vídeo conferência) não deixava ter.

A Oficina TECNIDELTA, a primeira a ser construída de raiz para reparação de equipamentos da Delta em espaço prisional, constitui-se como local de formação e trabalho para cinco reclusos em simultâneo. Esta oficina vem, assim, juntar-se às outras nove já em atividade noutros tantos estabelecimentos prisionais.

Os trabalhos de construção, para cuja consecução foram decisivos os contributos com materiais de entidades autárquicas e empresariais privadas, foram executados com mão-de-obra prisional.

Esta utilização de mão-de-obra reclusa, integra-se numa política de ocupação, de formação e de preparação para o retorno à vida em sociedade que se pretende vir a alargar.

Do mesmo modo que se releva a participação e envolvimento de distintos agentes sociais nos benefícios físicos realizados no Estabelecimento Prisional de Silves e que permitem, a um tempo, melhorar as condições de trabalho de quem aí exerce atividade, melhorar a operacionalidade do serviço e contribuir para a reinserção social dos reclusos.

O Protocolo a assinar com a TECNIDELTA destina-se à formação e empregabilidade (remunerada) de reclusos. Procura-se, assim, em articulação com a entidades empresariais, formar e criar hábitos de trabalho que facilitem um retorno harmonioso dos reclusos à vida em sociedade.


Exit mobile version