Jornal diariOnline Região Sul. O seu portal de notícias Algarve e Alentejo Portugal

UNIR recebe donativo da H Sarah Trading na Câmara Municipal de Loulé

A UNIR - Associação dos Doentes Mentais Famílias e Amigos do Algarve, sediada em Loulé, recebeu da empresa nacional de reciclagem têxtil - H Sarah Trading, com sede em Seia - um donativo que resulta do protocolo estabelecido entre o Município de Loulé e a empresa, que tem colocados em diversos locais do concelho vários contentores para recolha de vestuário e calçado usado.

Na cerimónia que teve lugar no Salão Nobre dos Paços do Concelho em Loulé, o presidente da autarquia, Vítor Aleixo, disse em exclusivo ao jornal diariOnline Região Sul quão importante é o valor entregue, 7.500 euros, à UNIR, uma instituição muito nobre... O edil louletano finalizou salientando ser duplamente benéfico o que aconteceu, quer do ponto de vista social como do ponto de vista ambiental.

Cláudia Costa, representante da H Sarah Trading, começou por dizer que espera no futuro entregar uma maior quantia de dinheiro a esta ou outra instituição, que a Câmara indicar. Revelou também que começa a haver uma maior consciencialização para a reciclagem têxtil, bem como é importante reciclar pensando nas gerações futuras.

Surpreendida ficou a direção da UNIR, que na voz da tesoureira, Maria Leonor Lisboa, adiantou que este montante vai contribuir para a aquisição de uma viatura de transporte com 9 lugares que há muito a instituição necessita. Revelou também que a maior parte da verba vai ser doada pela Câmara Municipal de Loulé, que muito tem ajudado a instituição, realçou.

A H Sarah Trading, é portadora de Alvará de Operador de Gestão de Resíduos e apresenta-se como uma empresa de ligação entre o cidadão e o ciclo de recuperação têxtil. Procura com a sua atividade, diminuir a quantidade de resíduos destinados ao aterro, promover a reutilização destes materiais têxteis na atividade industrial, diminuir a extração de matérias-primas da natureza e contribuir para a formação de uma consciência cívica e ecológica do cidadão.

Fundada em 2006, iniciou a atividade com um centro de triagem de roupa, calçado e brinquedos e posterior reencaminhamento. Em junho de 2012, alargou a sua área de intervenção através da criação de um sistema integrado de recolha seletiva de têxteis, disponibilizando uma resposta eficaz e ambientalmente correta no encaminhamento destes materiais, denominado projeto de InVista nO Ambiente.

Exit mobile version