Jornal diariOnline Região Sul. O seu portal de notícias Algarve e Alentejo Portugal

Ciclovia em Quarteira leva populares à rua

A marcha de protesto contra a ciclovia de Quarteira terminou no Centro Autárquico. Vítor Aleixo, presidente da Câmara Municipal de Loulé, foi vaiado à chegada.

Ainda mal tinham começado a ser pintados de verde os primeiros metros da ciclovia de Quarteira, na principal artéria da cidade, as avenidas Carlos Mota Pinto e Francisco Sá Carneiro, começavam as críticas, principalmente nas redes sociais.

Marcha contra a ciclovia em Quarteira

O espaço “roubado” à circulação automóvel, a redução a uma faixa de rodagem em cada sentido, o estacionamento e uma ciclovia que levanta dúvidas, quanto a garantias de segurança para peões, automobilistas e ciclistas, são as principais críticas da população.

Centro Autárquico de Quarteira

Numa manifestação informal, que começou a ser arquitetada nas redes sociais, os populares saíram á rua e marcharam, em direção à Junta de Freguesia de Quarteira (ver vídeo).

Aleixo vaiado em Quarteira

A marcha contra a ciclovia terminou no Centro Autárquico de Quarteira, local onde a autarquia promoveu uma sessão de esclarecimento sobre a obra. Uma sala pequena, para todos os que quiseram marcar presença.

Ânimos exaltados receberam Vítor Aleixo, presidente da Câmara Municipal de Loulé, com muitos assobios e palavras de ordem. A GNR manteve no local alguns efetivos sem ter tido necessidade de intervir.

Centro Autárquico de Quarteira

Embora esta seja uma obra da responsabilidade da Câmara Municipal de Loulé, Telmo Pinto, presidente da Junta de Freguesia de Quarteira, tem sido um dos principais alvos do desagrado dos quarteirenses. Sentado na primeira fila (com o restante executivo local), foi poupado às críticas numa noite em que Aleixo lidou com uma população revoltada, pouco disposta a ouvir a sua argumentação.

Executivo da Junta de Freguesia de Quarteira

Uma obra “experimental”

Vítor Aleixo - Presidente da Câmara Municipal de Loulé

Optando por responder diretamente às perguntas dos cidadãos, Vítor Aleixo explicou que a ciclovia de Quarteira é um projeto “experimental”.

“É natural que as soluções que se encontram não funcionem em toda a parte. Faz parte da filosofia deste projeto alguma margem de aferição e experimentação. Nada daquilo que está ali feito é definitivo. A comparticipação que vem do Ministério do Ambiente serve para testar o que funciona e o que não funciona”, explicou o autarca.

No decorrer da reunião, Vítor Aleixo garantiu que a sua equipa está a tomar nota do que está a ser dito e que irá refletir.

“Nada daquilo que ali está é definitivo. Aquilo não é um edifício. É apenas uma reorganização duma via que já lá estava”.

 A ciclovia da polémica

“Um verdadeiro caos para o trânsito durante o verão” dizem os populares, que criticam, acima de tudo, o exíguo espaço para circulação automóvel e questões de segurança, relacionadas com peões, ciclistas e automobilistas.

“Uma ambulância não consegue aqui passar”, são alguns dos desabafos frequentes dos utilizadores da avenida, agora reduzida a uma “estreita” faixa de rodagem, com estacionamento paralelo e uma ciclovia entre o estacionamento e a zona de circulação de peões.

Ciclovia em Quarteira

Sendo a zona a principal artéria da cidade, é frequentemente atravessada por veículos pesados, principalmente autocarros de passageiros, tendo em conta que o terminal rodoviário está localizado na zona onde se encontra a ciclovia.

“Os autocarros não conseguem circular. Isto está cheio de pinos”, explicam alguns dos manifestantes.

Ciclovia em Quarteira

Como forma de proteção aos ciclistas, a ciclovia foi “vedada” por pinos de plásticos, o que torna ainda mais difícil o estacionamento.

“Eco-Lab” no centro da cidade

A cidade de Quarteira conta com uma nova ciclovia entre a rotunda do polvo e do terminal rodoviário. A obra foi lançada em janeiro pela Câmara Municipal de Loulé, no âmbito da implementação do Laboratório Vivo para a Descarbonização-Quarteira Lab.

Ciclovia em Quarteira

A nova faixa para circulação de bicicletas acompanha ambos os sentidos de trânsito nas avenidas Carlos Mota Pinto e Francisco Sá Carneiro, área de intervenção do projeto cofinanciado pelo Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente.

Ciclovia em Quarteira

O Laboratório Vivo para a Descarbonização-Quarteira Lab pretende responder aos desafios da sustentabilidade urbana no Concelho de Loulé e prevê, para além da criação da ciclovia, a criação de estacionamentos para bicicletas, implementação de um sistema de gestão inteligente da rega, uma rota de recolha de recicláveis porta-a-porta para comércio e serviços e a instalação de dois postos de carregamento de veículos elétricos, entre outras intervenções.


Exit mobile version